Como alterar os aplicativos padrão do Ubuntu

Não gosta dos aplicativos que são usados por padrão no Ubuntu? Não se preocupe, leia esse tutorial e descubra como alterar os aplicativos padrão do Ubuntu.


Ubuntu é fornecido com um conjunto de aplicativos padrão configurados para funções como navegador web, cliente de e-mail, calendário, reprodutor de músicas e vídeos, além de um visualizador de fotos. Mas apesar desse padrão, o usuário pode modificar essa configuração para utilizar o programa que quiser.

Como alterar os aplicativos padrão do Ubuntu
Como alterar os aplicativos padrão do Ubuntu

Essa mudança é necessária porque nem todo mundo gosta dos aplicativos padrão que vem com o sistema. Por exemplo, quando se trata de navegadores, muitos preferem usar o Google Chrome, Opera, Epiphany, Chromium ou IceWeasel. Em vídeos, muitos preferem o VLC.

Independente da sua preferência, veja a seguir como alterar os aplicativos padrão do Ubuntu.

Mas lembre-se! Antes de fazer a modificação o aplicativo desejado, caso ele ainda não esteja no sistema. Se precisar de uma ajuda, faça uma busca no blog que possivelmente você achará um tutorial mostrando como fazer isso. Se não tiver, use os comentários para pedir um tutorial.

Mas se o que você quer é apenas definir o navegador padrão do sistema, pode usar esse outro tutorial:
Como definir o navegador padrão no Debian, Ubuntu e derivados

Como alterar os aplicativos padrão do Ubuntu

Para alterar os aplicativos padrão do Ubuntu, você deve fazer o seguinte:
Passo 1. Abra as “Configurações do sistema”, clicando em seu ícone no lançador do Unity;

Como alterar os aplicativos padrão do Ubuntu

Passo 2. Na janela “Configurações do sistema”, clique no item “Detalhes”;

Como alterar os aplicativos padrão do Ubuntu

Passo 3. Quando aparecer a janela “Detalhes”, clique na opção “Aplicativos padrão”;

Como alterar os aplicativos padrão do Ubuntu

Passo 4. Em “Aplicativos padrão”, clique na seta ao lado da função e selecione a opção que você deseja usar.

Como alterar os aplicativos padrão do Ubuntu

Pronto! Bem simples, não é mesmo? Sempre que você precisar, basta repetir o processo e escolhar o que você precisa.

Fonte

O que está sendo falado no blog nos últimos dias




blog comments powered by Disqus