Conhecendo distribuições interessantes que podem ser úteis – Clonezilla

Dando continuidade à lista de distribuições interessantes e úteis, hoje irei mostrar uma voltada para o backup de discos: Clonezilla.


Clonezilla é basicamente uma distro que possibilita uma cópia de discos rígidos. Ela é uma opção gratuita ao Norton Ghost, só que com muito mais recursos e suportando os sistemas de arquivos ext2, ext3, ext4, reiserfs, reiser4, xfs, FAT, NTFS e etc.

Conhecendo distribuições interessantes que podem ser úteis - Clonezilla

Com essa distribuição, você pode fazer um backup completo de sua máquina, criando uma imagem com tudo o que existe nela.

Existem dois tipos de Clonezilla: Clonezilla Live e Clonezilla SE (edição do servidor). A versão Live é adequada para uma única máquina de backup e restauração.

Enquanto Clonezilla SE é para implantação maciça: pode clonar muitos computadores, simultaneamente. A distro salva e restaura apenas de blocos utilizados no disco rígido e isso aumenta a eficiência da clonagem.

Requisitos mínimos do sistema para Clonezilla Live

  • Processador X86 ou x86-64
  • 196 MB de memória RAM
  • Dispositivo de boot (Drive de CD/DVD, porta USB, PXE ou disco rígido)

Conheça melhor a distribuição Clonezilla

Para conhecer mais sobre essa distribuição, viste o site dela clicando nesse link.

Baixe e experimente o Clonezilla

A distribuição é fornecida com imagens baseadas no Debian ou no Ubuntu, em versões estáveis e instáveis.
Para baixar a imagem ISO do Clonezilla, acessando a página de download da distribuição

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:
Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

O que está sendo falado no blog nos últimos dias




blog comments powered by Disqus