Como instalar Hangouts no Ubuntu com Purple Hangouts no Pidgin

Quer usar o comunicador do Google no Ubuntu com alguns recursos extras? Então veja nesse tutorial como instalar Hangouts no Ubuntu com Hangouts no .


Purple Hangouts é um plugin libpurple que adiciona suporte para o protocolo proprietário que o Google usa para o seu serviço Hangouts. Com ele, você pode obter recursos extras do Hangouts do Google que não estão disponíveis por meio da interface XMPP padrão do Pidgin e em outros aplicativos que usam libpurple.

Como instalar Hangouts no Ubuntu com Purple Hangouts no Pidgin


Veja também


Entre os recursos extras fornecidos pelo Purple Hangouts estão conversas em grupo, auto mensagens, sincronização de histórico entre dispositivos e suporte a SMS através do Google Voice.



Conheça melhor o plugin Purple Hangouts

Para saber mais sobre esse plugin, clique nesse link.

Como instalar o plugin Purple Hangouts no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o plugin Purple Hangouts no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:nilarimogard/webupd8

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt install pidgin purple-hangouts pidgin-hangouts

Como instalar o plugin Purple Hangouts manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do plugin nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).
Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Purple Hangouts também está disponível no repositório Fedora Copr.

Usuários do Arch Linux podem instalar o Purple Hangouts via AUR.

Para obter o código fonte e instruções de instalação do plugin em outras distribuições Linux, acesse a página do Purple Hangouts no BitBucket.

Como instalar o plugin Purple Hangouts manualmente ou em outras distros

Depois de instalar o plugin, para ter Hangouts no Ubuntu com Purple Hangouts no Pidgin, faça o seguinte:
Passo 1. Execute o Pidgin através do menu, atalho, ou digite pidgin em um terminal, seguido da tecla TAB;
Passo 2. Na tela inicial do programa, clique no botão “Adicionar…”;
Como instalar Hangouts no Ubuntu com Purple Hangouts no Pidgin
Passo 3. Em “Adicionar conta”, Selecione a opção “Hangouts” no campo “protocolo”. Depois, coloque o seu e-mail do Google em “Nome de Usuário” e um apelido no campo “Apelido local”. Finalmente, clique no botão “Adicionar”;
Como instalar Hangouts no Ubuntu com Purple Hangouts no Pidgin
Passo 4. Imediatamente será exibida uma janela pedindo um código de autorização para o plugin poder se conectar ao Hangouts com suas credenciais;
Como instalar Hangouts no Ubuntu com Purple Hangouts no Pidgin
Passo 5. Também será aberta uma tela do navegador com o código do Google. Copie esse código e em seguida cole ele na janela de autorização do Pidgin. Para completar, clique no botão “OK”;
Como instalar Hangouts no Ubuntu com Purple Hangouts no Pidgin

Pronto! Você já pode usar o Hangouts no Pidgin e conversar a vontade.

Desinstalando o plugin Purple Hangouts no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o plugin Purple Hangouts no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove purple-hangouts pidgin-hangouts
sudo apt-get autoremove

Via WebUpd8

O que está sendo falado no blog nos últimos dias


Edivaldo

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande de fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Website: http://www.edivaldobrito.com.br



blog comments powered by Disqus