Como instalar o Webmin no Ubuntu, Debian e derivados

Se você quer administrar um servidor Linux remotamente e sem complicações, veja aqui como instalar o Webmin no Ubuntu, Debian e derivados.


Se você precisa administrar um servidor Linux sem ter que ficar modificando arquivos de configuração e a partir de qualquer PC da rede, uma boa opção é usar o Webmin.

Como instalar o Webmin no Ubuntu, Debian e derivados


Veja também


Webmin é uma interface baseada na web para a administração do sistema para Unix, inclui o Linux. O programa foi projetado para ser uma ferramenta de administração leve, funcional, e que possa ser facilmente estendida, pois é totalmente modular.



Com o Webmin, você pode usar qualquer navegador moderno, para as configurações do sistema, sem complicações. Isso porquê ele remove a necessidade de editar manualmente os arquivos de configuração de sistemas Unix (como o /etc/passwd, por exemplo), e permite que você gerencie um sistema de onde quiser.

Essa característica torna possível configurar contas de usuário, Apache, DNS, compartilhamento de arquivos e muito mais. O melhor de tudo é que você pode fazer isso remotamente e o programa também pode ser acessado localmente. Isso torna o software um verdadeiro “Painel de Controle” do sistema em que ele está instalado.

Como instalar o Webmin no Ubuntu, Debian e derivados

Conheça melhor o Webmin

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

A principal fonte de documentação do Webmin atualmente é a Wiki Webmin. Se você está procurando para obter instruções sobre como usar os vários módulos, você deve ir direto para as páginas de documentação dos módulos.

No Brasil, uma ótima opção para quem quer aprender mais sobre o software é a Wiki do Ubuntu-br.

Instalando o Webmin no Ubuntu, Debian e derivados

Para instalar o Webmin no Ubuntu Server, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do aplicativo com os seguintes comandos::

echo " http://download.webmin.com/download/repository sarge contrib" |  tee -a /etc/apt/sources.list
echo "deb http://webmin.mirror.somersettechsolutions.co.uk/repository sarge contrib" | sudo tee -a /etc/apt/sources.list

Passo 3. A seguir, baixe e instale a chave GPG do repositório do programa com o comando abaixo;

wget -q http://www.webmin.com/jcameron-key.asc -O- | sudo apt-key add -

Passo 5. Atualize o Apt digitando o comando:

sudo apt-get update

Passo 6. Com tudo pronto, instale o programa com o comando:

sudo apt-get install webmin

Acessando o Webmin

Para acessar o Webmin você precisa digitar no navegador o endereço: https://ip-do-servidor:10000 (lembre-se de alterar ip-do-servidor para o endereço IP do computador onde o Webmin foi instalado.

Se você estiver acessando o Webmin na mesma máquina ele está instalado, basta usar o endereço https://localhost:10000/.

Como instalar o Webmin no Ubuntu, Debian e derivados

Desinstalando o Webmin no Ubuntu, Debian e derivados

Para desinstalar o Webmin no Ubuntu, Debian e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o Webmin , usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove webmin
sudo apt-get autoremove

Instalando o Webmin em outras distribuições

Quem estiver usando outra distribuição, pode dar uma olhada no site do desenvolvedor do aplicativo acessando esse link. Lá tem as instruções, e possivelmente, um pacote para instalar ele em outras distribuições Linux.

Apesar de estar em inglês, as instruções são bem simples. Se quiser pode tentar uma versão traduzida pelo Google Translator clicando aqui.

Caso existam comandos a serem executados nas instruções, lembre-se que eles não devem ser traduzidos.

O que está sendo falado no blog nos últimos dias


Edivaldo

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande de fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Website: http://www.edivaldobrito.com.br



blog comments powered by Disqus