Installando o ambiente MATE no Fedora 18 / 19

Procurando levar um pouco de informação para usuários de outras distribuições, hoje iremos mostrar como o no 18/19.

matedesktop


Veja também


Uma das grandes vantagens do Linux e dos softwares livre em geral, é que temos muitas opções à nossa disposição para escolher. Assim como alguns preferem Ubuntu, outros vão de Fedora e isso se estende até os ambientes gráficos. No universo do ambientes gráficos disponíveis para Linux, escolher pode ser complicado, pois existem muitas opções. A maioria dos usuários normalmente fica entre o KDE e GNOME 3, outros optam por ambientes mais simple e leves. Mas e se você gosta da interface do velho GNOME 2 e realmente não que lidar o GNOME 3, o ambiente MATE pode ser uma boa opção para você.



Instalando ambiente MATE no Fedora 18 / 19

A boa notícia para os usuários do Fedora é que ele está disponível para ser instalado de um jeito bem simples. Por isso, para instalar o ambiente MATE no Fedora 18/19, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;

Passo 8. Agora o programa com o comando abaixo e aguarde o processo finalizar:

sudo yum groupinstall "MATE "

Serão instalados todos os pacotes necessários para o MATE. Quando a instalação estiver concluída, apenas saia da sua sessão atual. Na tela de login clique no Session Manager e selecione MATE. Faça login e você será saudado pelo MATE com a antiga e familiar interface do GNOME 2.

Gostou da dica? Aproveite e conte sua experiência nos comentários e se quiser saber informações assine nosso feed, ele está na barra lateral direita do site. Com o feed você receberá as novidades sempre que forem publicadas. Assine e também compartilhe nossas postagens clicando nos botões do Google+, Twitter e Facebook.

Edivaldo

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande de fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Website: http://www.edivaldobrito.com.br



blog comments powered by Disqus