Purism conseguiu executar o KDE Plasma Mobile no Librem 5

Confira os detalhes do anúncio da Purism que conseguiu executar o ambiente gráfico KDE Plasma Mobile no Librem 5!

A Purism anunciou que conseguiu executar o ambiente gráfico KDE Plasma Mobile no Librem 5, seu futuro smartphone Linux. Confira os detalhes e saiba como anda o projeto.


A empresa, que é conhecida por vender os laptops focados em segurança e privacidade, usava um sistema operacional baseado em Linux, para instalar, executar e habilitar um serviço de provedor de rede móvel no ambiente gráfico KDE Plasma Mobile, em cima da sua distribuição PureOS, que é baseada em Debian.
Purism conseguiu executar o KDE Plasma Mobile no Librem 5
Purism conseguiu executar o KDE Plasma Mobile no Librem 5

Como o seu smartphone Linux Librem 5 ainda está longe de se tornar uma realidade, a habilitação inicial do Purism do Plasma Mobile do KDE foi feita em uma placa de desenvolvimento i.MX 6 executando o sistema operacional PureOS instalado, que atualmente é baseado no Debian Testing e usa um ambiente Wayland/Weston.

Sobre a façanha, Heather Ellsworth, chefe de documentação na Purism, disse o seguinte:

“Vários pacotes do KDE e do Qt eram necessários para o ambiente de Plasma Mobile, e alguns pacotes não estavam disponíveis no PureOS, por isso precisavam ser compilados: o plasma-phone-components, kpeople-vcard e plasma-settings.”

Purism conseguiu executar o KDE Plasma Mobile no Librem 5! Mas não foi fácil!

Como esperado, a Purism enfrentou vários desafios na sua primeira tentativa de executar o KDE Plasma Mobile no painel de desenvolvimento do Librem 5, incluindo alguns problemas de tela ruim devido ao protocolo zwp_linux_dmabuf, ainda não suportado no KDE Plasma, mas os patches upstream já foram disponibilizados e imediatamente aplicados.

Outra questão que eles encontraram foi com o cursor do mouse, o que é invisível devido ao driver DRM não fornecer o plano do cursor.

Uma solução temporária está em vigor até que o problema seja resolvido quando a Purism receberá o hardware do adaptador de toque faltante, de modo que eles não terão mais que usar o ponteiro do mouse tradicional.

Além disso, as chamadas telefônicas não puderam ser colocadas na placa de desenvolvimento do i.MX 6 devido ao modem atualmente instalado, mas a Purism promete que o smartphone Linux do Librem 5 terá todos os recursos de telefone, quando for lançado no próximo ano.

Conheça melhor a Purism e sua façanha

Para saber mais sobre a Purism, clique nesse link.
Para saber mais detalhes sobre o processo, acesse o relatório.

O que está sendo falado no blog nos últimos dias





blog comments powered by Disqus