Lightworks – Um editor de vídeo profissional agora com versão para Linux

, é um software de masterização e edição de vídeo, que finalmente está disponível Linux, como um público. Ele tem sido utilizado em diversos filmes premiados, incluindo O Discurso do Rei, Os Infiltrados, Missão Impossível, Pulp Fiction e Braveheart.

lightworks-linux


Veja também




O beta do Lightworks para Linux só foi testado no Ubuntu 12.04 e 12.10, o Mint 13 . Existem alguns arquivos não oficiais rpm do Fedora, mas esta não é uma distribuição oficialmente suportada. Além disso, há uma lista bastante grande de problemas e limitações conhecidos até , incluindo:

  • suporte apenas para placas gráficas da Nvidia e ATI;
  • Só possui builds para 64-bit;
  • Nenhuma opção de exportação para os formatos AVI e H.264 MOV;
  • Arquivos AVI podem ser reproduzidas de forma incorreta molduras pretas piscando e pode haver perda de áudio de alguns arquivos AVI sem compressão;
  • Seqüências de imagens PNG são lentas para exportar;
  • A ferramenta de gravação, a ferramenta de playout não estará disponível nesse atual build do Beta do Lightworks para Linux. Eles serão adicionados em uma futura versão;
  • Não há suporte para SDI ou Firewire.

Você pode dar uma olhada em todos esses problemas conhecidos sobre o beta do Lightworks para Linux na página de downloads do aplicativo. O Lightworks é gratuito para usar, mas se você quiser codecs adicionais e suporte, será preciso comprar uma licença PRO por U$$ 60/ano e para ser capaz de baixar o beta do Lightworks para Linux, você precisa se cadastrar e concordar com os termos e condições do produto. Se quiser fazer isso, clique nesse link. Depois de baixar, instalar e usar o programa, lembre-se de comentar a sua experiência para que os outros leitores se informem.

Edivaldo

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande de fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Website: http://www.edivaldobrito.com.br



blog comments powered by Disqus