Experimente os novos recursos do Wine mais rápido com Wine Staging

Se você usa o aplicativos Windows no Linux e quer experimentar os novos recursos do Wine bem antes da versão padrão, veja como fazer isso usando o Wine Staging.


Wine Staging é uma versão do Wine, que fornece correções de bugs e recursos que ainda não estão disponíveis em versões regulares de Wine. Com ele, você tem acesso aos novos recursos do Wine bem antes da maioria dos usuários.

Experimente os novos recursos do Wine mais rápido com Wine Staging


Veja também


O Wine Staging anteriormente era conhecido como Wine Compholio. Ele foi inicialmente criado para o Pipelight, um projeto que traz Silverlight e outros plugins feitos apenas para o Windows, para navegadores web do Linux.



O projeto evoluiu e algumas distribuições Linux, como Fedora, já o fornecem nos repositórios oficiais, em vez da versão regular do Wine.

Algumas das características são opcionais e podem ser ativadas ou desativadas via Wine Configuration (winecfg), na guia “Staging”:

Experimente os novos recursos do Wine mais rápido com Wine Staging

O aplicativo foi atualizado recentemente e por isso, esse tutorial está sendo republicado com os links atualizados.

Conheça melhor o Wine Staging

Para saber mais sobre o Wine Staging, clique nesse link.

Para obter uma lista completa dos novos recursos do Wine e correções de bugs, consulte a página do Wine Staging no GitHub.

Como instalar o Wine Staging e usar os novos recursos do Wine

Para instalar o Wine Staging no Ubuntu para poder usar os novos recursos do Wine, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo add-apt-repository ppa:pipelight/stable

Passo 4. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 5. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install --install-recommends wine-staging
sudo apt-get install winehq-staging

Passo 6. Se você estiver usando um sistema de 64 bit e quer usar a versão de 64 bits do Wine, instale também o ‘wine-staging-amd64’;

sudo apt-get install wine-staging-amd64

Os executáveis ​​do Wine Staging não ficam instalados em /usr/bin (e portanto, não estão disponíveis em seu PATH, por padrão), mas em /opt/wine-staging/bin/.

Graças a isso, você pode continuar usando a versão regular do Wine bem como a do Staging Wine. Para iniciar qualquer executável Staging Wine, basta adicionar “/opt/wine-staging/bin/” antes do nome do executável, como nos exemplos a seguir:

/opt/wine-staging/bin/wine
/opt/wine-staging/bin/winecfg

No entanto, se você não deseja digitar o caminho completo cada vez que quiser usar Staging Wine, você pode instalar um pacote que fornece links simbólicos de compatibilidade. Infelizmente, você não poderá usar a versão regular do Wine mais, o que pode valer a pena, dependendo dos novos recursos do Wine que o programa oferecer:

sudo apt-get install wine-staging-compat

Para obter mais informações, consulte a página de uso do Wine Staging.

Desinstalando o Wine Staging no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Wine Staging no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove wine-staging*
sudo apt-get autoremove

Como instalar o Wine Staging em outras distribuições

Os desenvolvedores do Wine Staging fornecem binários para o Arch Linux, Debian, Gentoo, Mageia e OpenSUSE. Para obter instruções de instalação, consulte essa página.
Para outras dúvidas relacionadas a execução de programas Windows no Linux, bem como assuntos relacionados, consulte esse artigo:

Instalando e manipulando aplicativos Windows no Linux e outros assuntos relacionados

Via WebUpd8

O que está sendo falado no blog nos últimos dias


Edivaldo

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande de fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Website: http://www.edivaldobrito.com.br



blog comments powered by Disqus