Processamento de fotos em formato RAW: Instale Darktable no Ubuntu

Foi lançada recentemente mais uma versão do Darktable, um programa de processamento de fotos em formato RAW. Veja instalar ele no Ubuntu.


Se você trabalha com imagens (principalmente no formato RAW), irá gostar do Darktable. Em vez de ser um editor de gráficos raster como o Adobe Photoshop ou GIMP, Darktable trabalha com um conjunto de ferramentas voltados especificamente para processamento de fotos em formato RAW.

darktable-1Processamento de fotos em formato RAW: Instale Darktable no Ubuntu


Veja também


Utilizando edição não destrutiva, ele é focado principalmente na melhoria do processo de trabalho do fotógrafo facilitando o de grandes quantidades de imagens. De código aberto, ele está disponível gratuitamente em versões para as principais distribuições Linux, Mac OS X e Solaris sob a GPL versão 3 ou superior



Para saber mais detalhes sobre a última versão do programa, acesse esse link.

Conheça melhor o aplicativo de processamento de fotos Darktable

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Abaixo, veja algumas características do programa:

  • Edição totalmente não-destrutiva;
  • Todas as funções do núcleo do Darktable operam em buffers de ponto flutuante de pixel de 4 x 32 bits, permitindo instruções SSE para aumentos de velocidade. Oferece aceleração de GPU via OpenCL (deteção de tempo de execução e habilitação) e tem suporte de perfil ICC embutido: sRGB, Adobe RGB, XYZ e RGB linear;
  • Um plugin coletor permite executar consultas de banco de dados flexíveis, procurar suas imagens por tags, classificação de imagens (estrelas), etiquetas de cores e muito mais. Filtrando e classificando suas coleções dentro da consulta base ou simples de marcação por tags relacionadas. Essas ão ferramentas úteis no seu fluxo de trabalho fotográfico diário.
  • Importa uma variedade de formatos de imagem;
  • Darktable atualmente vem com 15 traduções: Albanês, catalão, checo, holandês, finlandês, francês, gaélico, alemão, italiano, japonês, polonês, russo, espanhol, Sueco e tailandês;
  • Suporta webalbum do picasa, flickr upload, armazenamento em disco, 1:1 cópia de exportação, anexos de email e pode gerar uma galeria de web baseadas em html simples;
  • Permite que você exporte imagens para low dynamic range (jpg, png, tiff), 16-bit (ppm, tiff), ou linear high dynamic range (pfm, exr);
  • Ele usa dois arquivos XMP secundários, bem como o seu banco de dados rápido para salvar configurações de metadados e processamento. Todos os dados Exif é lido e escrito usando libexiv2.

O aplicativo foi atualizado recentemente e por isso, esse tutorial está sendo republicado com os links atualizados.

Instalando o aplicativo de processamento de fotos Darktable no Ubuntu

Para instalar o aplicativo de processamento de fotos Darktable no Ubuntu, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:pmjdebruijn/darktable-release

Passo 3. Atualize o Apt digitando o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Para instalar a atualização, use este comando:

sudo apt-get install darktable

Como instalar o Darktable manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Instalando o aplicativo de processamento de fotos Darktable em outras distribuições

Quem estiver usando outra distribuição, pode dar uma olhada no site do desenvolvedor do aplicativo acessando esse link. Lá tem as instruções, e se for o caso, o pacote para instalar ele em outras distribuições Linux. Apesar de estar em inglês, as instruções são bem simples. Se quiser pode tentar uma versão traduzida pelo Google Translator clicando aqui. Caso existam comando a serem executados nas instruções, lembre-se que eles não devem ser traduzidos.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite darktable no Dash (ou em terminal, seguido da tecla TAB)

Desinstalando o aplicativo de processamento de fotos Darktable no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o aplicativo de processamento de fotos Darktable no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove darktable
sudo apt-get autoremove

O que está sendo falado no blog nos últimos dias


Edivaldo

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande de fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Website: http://www.edivaldobrito.com.br



blog comments powered by Disqus