Ubuntu 17.10 pode danificar BIOS em alguns laptops da Lenovo

Relatos de que o Ubuntu 17.10 pode danificar BIOS em alguns laptops da Lenovo estão deixando usuários assustados!

Se você possui um laptop Lenovo e planeja instalar a última versão do Ubuntu, cuidado, pois há relatos de que o Ubuntu pode danificar BIOS em alguns laptops da Lenovo.


De acordo com os relatórios de bugs arquivados no Launchpad, a instalação do Ubuntu 17.10, pode inadvertidamente corromper a BIOS em uma série de laptops Lenovo, incluindo a linha Lenovo Yoga.
Ubuntu 17.10 pode danificar BIOS em alguns laptops da Lenovo
Ubuntu 17.10 pode danificar BIOS em alguns laptops da Lenovo

Mas embora a maioria dos usuários tenham máquinas da marca Lenovo, também há alguns relatos de ocorrências com PCs , Dell e Toshiba.

Os usuários que foram afetados dizem que, depois de instalar o Ubuntu 17.10 em seus laptops, a BIOS do dispositivo não consegue mais salvar configurações (como alterar a ordem de inicialização e o dispositivo, o que geralmente é necessário quando a inicialização dupla), que as configurações são reiniciadas após uma reinicialização, alguns já não conseguem sair da BIOS e outros não conseguiram nem inicializar USB.

O firmware da BIOS vem pré-gravado na placa-mãe. É o software que leva seu sistema do modo “desligado” ao gerenciador de boot (como o GRUB), do qual um sistema operacional pode então inicializar.

O software da BIOS pode ser relançado e atualizado, mas isso geralmente não é algo que a maioria dos usuários sejam familiarizados a fazer (e não é algo que deva ser feito sem algumas precauções).

Segundo as informações, a culpa do problema pode ser do driver Intel SPI incorporado ao Linux 4.13, que vem com a última versão do Ubuntu.

Se for confirmado que este seja um problema ao nível do Kernel do sistema, é provável que outras distribuições tenham a mesma dificuldade. No entanto, ainda não existem queixas sobre isso.

O problema não parece ser geral e afeta apenas alguns modelos. Até o momento, os modelos de PCs afetados, são os seguintes (a lista pode ser atualizada a qualquer momento):

  • Lenovo B40-70
  • Lenovo B50-70
  • Lenovo B50-80
  • Lenovo Flex-3
  • Lenovo Flex-10
  • Lenovo G40-30
  • Lenovo G50-70
  • Lenovo G50-80
  • Lenovo S20-30
  • Lenovo U31-70
  • Lenovo Y50-70
  • Lenovo Y70-70
  • Lenovo Yoga Thinkpad (20C0)
  • Lenovo Yoga 2 11″ – 20332
  • Lenovo Z50-70
  • Lenovo Z51-70
  • Lenovo ideapad 100-15IBY
  • Acer Aspire E5-771G
  • Acer TravelMate B113
  • Toshiba Satellite S55T-B5233

Ubuntu 17.10 pode danificar BIOS em alguns laptops da Lenovo e a Canonical já sabe disso

Felizmente, a produtora do Ubuntu está muito consciente do problema. O Anthony Wong da Canonical diz que a empresa está “tratando esta questão muito a sério” e está trabalhando com a Lenovo para encontrar a causa exata do problema.

As novas imagens do Ubuntu 17.10 também já estão saindo do forno preparadas para essa eventualidade. Elas agora vem com um kernel atualizado que deve, evitar que o problema ocorra em novas instalações. Então, se você estava pensando usar uma mídia antiga do 17.10, baixe a versão mais recente dessa imagem, antes de se aventurar.

Infelizmente, o kernel atualizado e a imagem do Ubuntu não consertarão laptops Lenovo já afetados.

A Lenovo, por sua vez, disse ter contado a um usuário do Ubuntu que entrou em contato que eles não estão cientes do problema e que nenhum relatório foi feito para eles. O conselho atual da empresa (que aparentemente se dirige a qualquer pessoa afetada pela questão da corrupção do BIOS) é substituir a placa-mãe.

Atualmente a Canonical recomenda a recuperação da BIOS usando outros meios (se possível), enquanto um usuário compartilhou uma solução alternativa (de tipos) envolvendo REFInd para a página de suporte do usuário da Lenovo.

Por precaução, a Canonical removeu os links da sua distribuição mas entretanto já os voltou a disponibilizar. Possivelmente já é a nova imagem, com o novo kernel novo e sem problemas.

Enquanto isso, a melhor coisa para todos os usuários Lenovo que utilizam o Linux devem fazer é aguardar.

Conheça melhor o problema

Para obter mais detalhes, soluções alternativas e comentários irritados, acesse o relatório do erro.

O que está sendo falado no blog nos últimos dias





blog comments powered by Disqus