Ubuntu iniciará mais rápido, graças à compressão LZ4

Em breve, o Ubuntu iniciar mais rápido, graças à compressão LZ4! Confira os detalhes dessa mudança!

Em breve, o Ubuntu iniciará mais rápido, graças à compressão LZ4, um algoritmo de compressão de dados que poderá ser usado na inicialização das próximas versões do sistema da Canonical.


Balint Reczey, Software Engineer da Ubuntu Foundations da Canonical, recentemente propôs a implementação da compressão LZ4 para a ramdisk inicial do Ubuntu (initramfs) em vez da compressão gzip mais antiga, que é usada em versões anteriores do sistema operacional.
Ubuntu iniciará mais rápido, graças à compressão LZ4
Ubuntu iniciará mais rápido, graças à compressão LZ4

LZ4 é um algoritmo de compressão de dados sem perdas que oferece velocidade de compressão e descompressão extremamente rápida.

Durante alguns testes iniciais em um laptop antigo, o desenvolvedor informou que o tempo de extração do initramfs diminuiu de aproximadamente 1,2 segundos para cerca de 0,24 segundos.

A criação dos initramfs também recebeu um aumento de velocidade de 2-3 segundos, diminuindo de aproximadamente 24 segundos para cerca de 21 segundos, apesar dos arquivos initramfs serem um pouco maiores.

Ubuntu iniciará mais rápido! Mais qual deles?

Se você planeja atualizar para o próximo sistema operacional Ubuntu 18.04 (Bionic Beaver), são grandes as chances de que seu computador irá inicializar um pouco mais rápido graças à implementação de um algoritmo de compressão mais forte para a ramdisk inicial.

Enquanto o Ubuntu 18.04 LTS será o primeiro a ser lançado com a opção de compactação LZ4 para os initramfs, o recurso não será ativado por padrão. Então você terá que habilitá-lo manualmente, se desejar que seu computador Ubuntu seja inicializado um pouco mais rápido do que o normal.

A Canonical planeja habilitar a compactação LZ4 para os initramfs por padrão no Ubuntu 18.10, que deverá ser lançado em outubro de 2018.

Sobre o assunto, Balint Reczey, disse o seguinte:

“Com base nos resultados, planejo adicionar o suporte à compactação LZ4 às ferramentas initramfs conforme solicitado no LP: #1488620 nos próximos dias, sem configurá-lo como padrão, e proponho definir LZ4 como padrão para o Ubuntu 18.10”

Como nem tudo é perfeito, parece que o algoritmo de compressão LZ4 gera arquivos initrd um pouco maiores, mas o desenvolvedor informa que isso não afetará os futuros lançamentos do Ubuntu, devido à capacidade do gerenciador de atualizações de remover os kernels antigos para impedir que o diretório / fique cheio de arquivos initramfs e kernels indesejados.

Na semana passada, outro engenheiro da Canonical propôs a implementação do algoritmo de compressão sem perda Zstd do Facebook, para os sistemas de gerenciamento de pacotes de linha de comando dpkg e apt, o que aceleraria a do Ubuntu em cerca de 10% com configuração padrão, ou até 40% se quando a biblioteca “eatmydata” (projetada para desativar fsync e pacotes relacionados) estiver envolvido .

Para saber mais detalhes sobre a implementação do algoritmo de compressão sem perda Zstd do Facebook, nos sistemas de gerenciamento de pacotes de linha de comando dpkg e apt, leia esse artigo:
Canonical irá implementar compressão zstd nas futuras versões do Ubuntu

Confira a proposta de implementação da compressão LZ4 no initramfs do Ubuntu

Para saber mais sobre esse assunto, leia a proposta feita por Balint Reczey.

O que está sendo falado no blog nos últimos dias





blog comments powered by Disqus