Ubuntu substituirá o LightDM pelo GDM a partir da versão 17.10

Mais uma mudança no sistema da Canonical: O Ubuntu o LightDM pelo a partir da versão . Confira os detalhes da novidade.


Agora que o GNOME Shell já está instalado e sendo executando como o desktop padrão nas primeiras imagens diárias (daily builds) do Ubuntu 17.10, outras decisões sobre os detalhes dessa mudança estão começando a aparecer.
Ubuntu substituirá o LightDM pelo GDM a partir da versão 17.10
Ubuntu substituirá o LightDM pelo GDM a partir da versão 17.10

Uma delas é o tópico sobre qual será o gerenciador de exibição/tela de login. E uma decisão foi alcançada: o Ubuntu 17.10 usará GDM ( Display Manager) por padrão, substituindo o LightDM. A mudança ainda não está disponível, mas aparecerá nos principais arquivos do Ubuntu em breve.

Assim como a mudança do para o Gnome Shell, o GDM será adicionado aos poucos aos vários meta pacotes que compõem a experiência e o desktop padrão do Ubuntu. Depois disso, ele virá instalado por padrão nas imagens de compilações diárias. Isso leva tempo, então não espere var a mudança tão rápido.

Porque o Ubuntu substituirá o LightDM pelo GDM a partir da versão 17.10

“Já tentamos obter a tela de bloqueio do GNOME Shell executando com LightDM e usando o GNOME Shell como um recepcionista do LightDM. Ainda que isto pareça possível, não é fácil remendar o GNOME Shell, pois o código GDM é difícil de desacoplar.”

“Dada a carga de trabalho que temos e os riscos em modificar o GNOME, a decisão será usar o GDM no Ubuntu 17.10 e futuras versões.”

Mas o que será que isso significa para o usuário? Bem, na prática, nada. Afinal de contas, você nunca vê o LightDM, no máximo você vê a saudação do Unity (o Unity Greeter, que roda em cima do LightDM).

Também existe a possibilidade do GDM Greeter também vir a ser usado no Ubuntu no futuro. Então, nesse caso, isso significaria que o sistema terá uma nova tela de login e de bloqueio .

O que mudará quando o Ubuntu substituir o LightDM pelo GDM

O ponto positivo dessa mudança é que o GDM não é muito diferente de usar. Nele você ainda poderá alternar entre diferentes sessões de área de trabalho (incluindo o Unity 7, que você terá que instalar), além de acessar alguns recursos adicionais, além de acessar alguns recursos adicionais, como controles de música na tela de bloqueio (quando a música estiver sendo reproduzida).

Um recurso que você não encontrará será a sessão de convidado. Como está hoje, o GDM não oferece suporte a sessões de convidado.

Mas, para ser justo, o Ubuntu também não – nem mais. No mês passado, o Ubuntu lançou uma atualização que desabilita as sessões de convidado no LightDM, devido a uma falha de segurança que poderia permitir que os usuários da sessão convidado acessassem os conteúdos das pastas “Home” de outros usuários.

Como ficará o LightDM?

O Ubuntu continuará a suportar o LightDM para os lançamentos suportados do Ubuntu (14.04 LTS, 16.04 LTS e 17.04) e para uso em outros sabores.

Embora este suporte seja limitado a correções de erros da equipe de desktop do Ubuntu, tudo é de código aberto, e portanto, qualquer pessoa pode se envolver para contribuir com correções, patches e recursos.

Gostou da mudança? Não? Comente e compartilhe sua opinião!

Fonte.

O que está sendo falado no blog nos últimos dias


No Post found.



blog comments powered by Disqus