Apple anunciou seu primeiro chip ARM para MacBook, o M1

Confirmando os rumores e suas próprias declarações, finalmente a Apple anunciou seu primeiro chip ARM para MacBook, o M1.

Nos dispositivos móveis, a Apple já usa processadores ARM há bastante tempo (na verdade, nesse mercado todos usam). No entanto, esse ano os rumores indicavam que a empresa iria começar a usar processadores ARM em seus laptops e desktops.

A grande surpresa é que ela mesmo iria desenvolver esses chips.

A Apple fez um grande redirecionamento na WWDC deste ano, onde a empresa anunciou sua transição para a Apple Silicon. Em outras palavras, os futuros computadores Mac serão movidos por chips ARM projetados pela Apple, finalmente se afastando da Intel.

Iniciando a tradição, a Apple anunciou a primeira geração de computadores MacBook com seus chips ARM. A empresa afirma que seus novos esforços podem oferecer melhorias de desempenho e, ao mesmo tempo, aumentar a eficiência energética.

Para esse fim, a Apple lançou uma família de chips ARM, começando com o chip M1, que é baseado no processo de fabricação de 5 nm e contém 16 bilhões de transistores. Sua CPU de 8 núcleos possui quatro núcleos de desempenho e 4 núcleos de eficiência.

Apple anunciou seu primeiro chip ARM para MacBook, o M1

Apple anunciou seu primeiro chip ARM para MacBook, o M1

O que é interessante é que M1 também permitirá que aplicativos para iPad e iPhone rodem em MacBooks, consertando a escassez de aplicativos para macOS.

A Apple afirma ter um dos melhores números de desempenho por watt do mercado atualmente. Além disso, M1 é quase tão poderoso quanto o MacBook dual-core que a Apple vende atualmente.

M1 também inclui um motor neural de 16 núcleos capaz de executar até 11 trilhões de operações por segundo.

Graças ao M1, a fabricante afirma que o novo MacBook Air é mais rápido do que 98% dos PCs com Windows no mundo. O processador é equipado com uma CPU (unidade de processamento de dados) de oito núcleos e uma GPU (unidade de processamento de gráficos) de também oito núcleos.

Ele irá equipar a nova família de computadores da Apple, o que inclui o MacBook Air, Mac mini e MacBook Pro.

A principal consequência prática do novo chip, é que os computadores da Apple agora são totalmente desenhados pela empresa, dos processadores ao sistema operacional. Essa, aliás, sempre foi o principal diferencial dos produtos da Apple.

Consequentemente, a fabricante promete que essa integração completa de hardware e software deixará os seus produtos mais rápidos e mais econômicos em consumo de energia do que os da concorrência.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile