Flameshot 0.9.0 lançado com várias e importantes novidades

E foi lançado o Flameshot 0.9.0 com várias e importantes novidades para todos os sistemas suportados. Confira as novidades e veja como instalar no Linux.

Flameshot é uma ferramenta de captura de tela simples, mas poderosa, com recurso de anotação.

Flameshot é escrito em C++ com o framework Qt5. Ele oferece um ícone na bandeja do sistema com as opções de menu “Capturar tela” e “Configuração”.

Ao selecionar uma área de tela para capturar, muitos botões de ferramentas de edição aparecem na parte inferior. E você pode pressionar o botão direito do mouse para mostrar o seletor de cores e Espaço para abrir o painel lateral.

Agora, o Flameshot chegou à versão 0.9.0 com novas ferramentas de edição, melhorias e muitas correções.

Novidades do Flameshot 0.9.0

Flameshot 0.9.0 lançado com várias e importantes novidades

O Flameshot 0.9.0 traz as seguintes novidades:

  • MacOS agora é oficialmente compatível
  • Versões do Windows assinadas digitalmente
  • Suporte aprimorado de Wayland no Gnome (com correções para problemas com configurações de multimonitor e cópia para a área de transferência)
  • Capacidade de executar flameshot no Sway
  • Nova opção para permitir que a imagem da área de transferência seja um jpeg em vez de um png. Isso pode reduzir a largura de banda ao colar a imagem em clientes de bate-papo ou e-mail
  • Novo menu de atalho global. Todas as teclas de atalho de ações são totalmente personalizáveis
  • Capacidade de fazer seleções “simétricas” mantendo pressionada a tecla Shift enquanto redimensiona a seleção
  • A ferramenta retângulo irá agora arredondar os cantos dos retângulos com base na espessura atual
  • Todos os uploads de Imgur agora são rastreados no menu “Histórico de uploads”. Isso torna muito mais fácil excluir imagens do Imgur ou encontrar o link de upload mais tarde
  • Adicionado o recurso “verificar se há novas versões”. Isso permite que os usuários em MacOS, Windows e AppImages verifiquem facilmente se há versões atualizadas
  • Nova opção para definir um “caminho de salvamento fixo”. Quando esta opção está habilitada, o usuário não precisará mais definir o caminho para as imagens que são salvas
  • Correções de bugs

Para saber mais sobre essa versão do Flameshot, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o Flameshot

Para instalar a versão mais recente do Flameshot nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
Como instalar a ferramenta de captura de tela Flameshot no Linux
Como instalar o capturador de telas FlameShot no Ubuntu, Debian e derivados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile