Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

GParted 1.2 lançado com suporte inicial para o sistema de arquivos exFAT

E foi lançado o GParted 1.2 com suporte inicial para o sistema de arquivos exFAT, e muito mais. Confira as novidades e veja como instalar no Linux.

GParted é sem dúvida um dos melhores gerenciadores de partição para Linux que existe. A interface de usuário dele é muito simples e funciona muit bem.

Em alguns casos, você acaba usando o GParted para consertar ou formatar sua unidade USB também. Eu tinha um disco USB que não consegui formatar no Ubuntu usando o aplicativo “Discos” – foi aqui que o GParted veio para me salvar.

Portanto, o Gparted é uma ferramenta bastante útil com muitos recursos bons.

Agora, o software de edição de partição de código aberto GParted 1.2 foi lançado com suporte inicial para o sistema de arquivos exFAT, bem como várias outras melhorias.

Novidades do GParted 1.2

GParted 1.2 lançado com suporte inicial para o sistema de arquivos exFAT
GParted 1.2 lançado com suporte inicial para o sistema de arquivos exFAT

Chegando um ano após o lançamento anterior, o GParted 1.2 está aqui como o primeiro lançamento do popular e muito prático utilitário editor de partição para implementar suporte para particionar discos formatados com o sistema de arquivos exFAT desenvolvido pela Microsoft.

O suporte a exFAT é manipulado usando o utilitário de linha de comando exfatprogs, que precisa ser instalado em seu sistema Linux.

Entre outras mudanças, o lançamento do GParted 1.2 define o alinhamento padrão para cilindro para a tabela de partição Amiga, espera por mudanças de udev em /dev/DISK antes de apagar assinaturas, não tenta mais mascarar o systemd \xe2\x97\x8f.service inexistente, e melhora o suporte para a família de sistema de arquivos FAT atualizando o pacote dosfstools para a versão 3.0.18.

Também há várias correções de bug na nova versão para resolver um problema de inicialização de aplicativo que ocorreu quando a variável de ambiente PS_FORMAT foi definida, falhas de trabalho de teste GNOME GitLab CI devido a entradas /dev ausentes, falhas de trabalho GitLab CI após atualizações de imagem docker do Ubuntu, como bem como falhas de trabalho de teste de CI do CentOS 7 devido ao tamanho zero de /etc/machine-id.

Claro, várias traduções de idiomas foram atualizadas no novo lançamento do GParted, que você pode baixar agora mesmo no site oficial.

Por fim, uma nova versão do sistema GParted Live baseado em Debian também deve estar disponível nos próximos dias com GParted 1.2 pré-instalado e suporte para kernel Linux 5.10 LTS.

Para saber mais sobre essa versão do GParted, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o GParted

GParted está disponível nos repositório padrão da maioria das distribuições Linux. Portanto, para receber a última versão basta manter seus sistema atualizado.

Se você não pode esperar até o lançamento final e deseja experimentá-lo agora, você pode baixar a versão beta daqui para computadores de 64 e 32 bits.

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.