Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Invasores de phishing preferem a Microsoft mais do que outras marcas

Um relatório de segurança da CheckPoint revelou que os invasores de phishing preferem a Microsoft mais do que outras marcas. Entenda!

O Phishing é definido por especialistas como uma tentativa fraudulenta de obter informações confidenciais como nomes de usuário, senhas e detalhes de cartão de crédito, por meio de disfarce de entidade confiável em uma comunicação eletrônica.

Normalmente, uma campanha de phishing de marca envolve invasores se passando por marcas genuínas e apresentando páginas da Web ou e-mails falsos na frente de seus usuários-alvo.

Os usuários são, então, solicitados a preencher um formulário para preencher os detalhes de onde as informações são puxadas até a extremidade do invasor.

Um novo relatório de segurança da CheckPoint revela que a Microsoft foi a marca mais representada por invasores que tentam roubar detalhes de contas de pessoas e informações de pagamento.

Invasores de phishing preferem a Microsoft mais do que outras marcas

Invasores de phishing preferem a Microsoft mais do que outras marcas
Invasores de phishing preferem a Microsoft mais do que outras marcas

O relatório que revela números para o terceiro trimestre de 2020 diz que o nome da Microsoft subiu da 5ª posição no segundo trimestre, onde cerca de 7% das tentativas de phishing de marca foram feitas em nome da Microsoft.

Agora, com a empresa na liderança, esse número saltou para 19%. A lista é seguida pela DHL, que inseriu os 10 principais nomes pela primeira vez.

Em seguida, vem o Google, Paypal, Netflix, Facebook, etc. Embora o setor de tecnologia tenha sido o mais visado, as redes sociais e o setor bancário também foram afetados.

Falando sobre os tipos de ataques de phishing, o relatório diz que cerca de 44% dos ataques no terceiro trimestre foram entregues por e-mail, 43% via web e 12% via celular.

É sugerido que os invasores estão tentando tirar vantagem do status quo, em que mais pessoas estão trabalhando em casa, usando mais mídias sociais e vendo possíveis mudanças nas finanças.

Além disso, mais pessoas estão optando por entregas em domicílio nos dias de hoje, o que pode ser o motivo pelo qual o nome da DHL chegou à segunda posição.

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.