IPFire 2.25 Core 153 lançado com suporte para WPA3 e mais

E foi lançado o IPFire 2.25 Core 153 com suporte para WPA3 e mais. Confira as novidades e descubra onde baixar a distro.

IPFire é uma distribuição Linux que se concentra na fácil configuração, bom manuseio e alto nível de segurança.

Esse sistema é operado por meio de uma interface intuitiva baseada na web que oferece muitas opções de configuração para administradores de sistema iniciantes e experientes.

O IPFire é mantido por desenvolvedores que se preocupam com a segurança e que atualizam o produto regularmente para mantê-lo seguro. O IPFire é fornecido com um gerenciador de pacote personalizado chamado Pakfire e o sistema pode ser expandido com vários add-ons.

Agora, Michael Tremer anunciou o lançamento do IPFire 2.25 Core Update 153, uma nova atualização importante que adiciona suporte para WPA3.

Novidades do IPFire 2.25 Core 153

IPFire 2.25 Core 153 lançado com suporte para WPA3 e mais

Como dito acim, a maior mudança no lançamento do IPFire 2.25 Core Update 153 é a implementação do suporte para o padrão de segurança WPA3 mais recente para redes Wi-Fi.

O WPA3 agora é suportado por padrão no IPFire e pode ser habilitado junto com o WPA2 para oferecer suporte a tantos dispositivos quanto possível, mantendo a sua rede sem fio segura.

Além de habilitar o suporte a WPA3, os usuários do IPFire também podem habilitar o padrão 802.11w, também conhecido como Management Frame Protection para uma camada extra de segurança, protegendo sua rede Wi-Fi contra invasores que tentam cancelar a autenticação das estações.

O recurso de banco de dados de localização do IPFire também foi atualizado para melhorar ainda mais sua precisão, otimizar os algoritmos de importação e exportação de banco de dados, bem como para impulsionar seu desempenho ao carregar dados necessários para regras de firewall do banco de dados de localização no kernel Linux.

A versão 2.25 Core Update 153 do IPFire também vem com kernel Linux atualizado (versão 4.14.212) e firmware intel-microcode (versão 20201118) para resolver as vulnerabilidades de segurança da CPU Intel mais recentes, bem como a versão mais recente do OpenSSL 1.1.1i, que corrige uma vulnerabilidade de segurança importante.

Entre outras mudanças dignas de nota, o IPFire 2.25 Core Update 153 torna possível excluir o YouTube na Safe Search, adiciona destaque de dispositivos de rede atribuídos a uma zona na página de configuração da zona, melhora o resumo do log, reimplementa o suporte para DuckDNS, atualiza o Página de informações de endereço IP para exibir o sistema autônomo para cada endereço IP e torna a interface do usuário baseada na web acessível em sistemas com pouca memória.

Também inclui muitos pacotes e complementos atualizados, como Bash 5.0.18, cURL 7.73.0, arquivo 5.39, Ghostscript 9.53.3, Go 1.15.4, Knot DNS 3.0.2, libhtp 0.5.63, OpenVPN 2.5. 0, pcengines-firmware 4.12.0.6, strongSwan 5.9.1, Suricata 5.0.5, Tor 0.4.4.6, Transmission 3.00, tzdata 2020d, usb_modeswitch 2.6.1, usb_modeswitch_data 20191128, specter-meltdown-checker 0.44 e vdr 2.4.4 .

Para saber mais sobre essa versão da distribuição, acesse a nota de lançamento.

Baixe e experimente o IPFire 2.25 Core 153

A imagem ISO do IPFire 2.25 Core 153 já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

Sair da versão mobile