Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

KDE está de mudança para o GitLab e a primeira fase está concluída

O Projeto KDE está de mudança para o GitLab e a primeira fase está concluída. Confira os detalhes dessa importante migração.

Além de ser um dos principais ambientes de desktop para Linux, o KDE também é um das maiores fontes de aplicativos para este sistema.

Em novembro, o KDE anunciou que iria mudar para o GitLab como parte de uma migração maciça, e agora, a empresa confirmou que a primeira fase do processo está finalmente concluída.

KDE está de mudança para o GitLab e a primeira fase está concluída

KDE está de mudança para o GitLab e a primeira fase está concluída
KDE está de mudança para o GitLab e a primeira fase está concluída

O GitLab é um gerenciador de repositório de software baseado em git, com suporte a Wiki, gerenciamento de tarefas e CI/CD. GitLab é similar ao GitHub, mas o GitLab permite que os desenvolvedores armazenem o código em seus próprios servidores, ao invés de servidores de terceiros.

Em outras palavras, a comunidade do KDE agora pode usar o GitLab normalmente para contribuir com o projeto e ajudar a melhorar o projeto em geral.

A migração para o GitLab não foi de forma alguma algo que pode acontecer da noite para o dia, pois mais de 1.000 repositórios foram migrados.

E é por isso que o KDE queria fazer tudo em etapas, usando ferramentas personalizadas para atualizações em massa que deveriam ajudar durante o processo.

“A migração começou movendo algumas equipes menores e mais ágeis do KDE que estavam muito interessadas em testar e fornecer feedback”, explica Nuritzi Sanchez, do GitLab, em um post detalhado sobre a migração do KDE.

“Após a conclusão desse ciclo, o KDE começou a migrar equipes com uma base de código maior e mais colaboradores. Depois que todos os principais problemas foram resolvidos, eles fizeram a troca final de todos os projetos restantes que planejavam mudar. A equipe do sysadmin documentou os resultados após cada etapa e os compartilhou diretamente com a comunidade do KDE para receber feedback e obter consenso sobre como proceder.”

De acordo com as estatísticas oficiais, o projeto KDE é atualmente o lar de mais de 200 aplicativos, com mais de 2.700 artistas, designers, desenvolvedores e colaboradores trabalhando para melhorar a experiência geral de todos que fazem parte da comunidade.

Antes que a migração para o GitLab possa ser considerada completa, o KDE ainda tem mais duas fases para finalizar.

Eles incluem CI e gerenciamento de tarefas para desenvolvedores e, mais uma vez, isso aconteceria gradualmente para garantir que tudo corra conforme o planejado.

Uma visão geral mais técnica da migração está disponível na postagem do GitLab.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.