Linux Vs Windows – 10 razões pelas quais o Linux é melhor

Confira as 10 razões pelas quais o Linux é melhor na longa batalha do Linux Vs Windows, e no final, deixe sua opinião sobre o assunto.

O debate Linux vs Windows nunca fica velho. Não há como negar que o Windows é atualmente o sistema operacional mais popular e completo que existe (no desktop), e os motivos pelos quais as pessoas o adoram podem variar de pessoa para pessoa.

Alguns gostam por causa de sua natureza amigável para iniciantes, enquanto outros se apegam a ele por causa da indisponibilidade de seus aplicativos favoritos para outros sistemas operacionais.

Linux Vs Windows – 10 razões pelas quais o Linux é melhor

Linux Vs Windows – 10 razões pelas quais o Linux é melhor

Enquanto isso, o Linux também ganhou popularidade recentemente e deve crescer 19,2% até o ano de 2027. Embora isso seja um indicador de algo bom no sistema operacional, a maioria das pessoas ainda o ignora.

Portanto, aqui estão as dez razões pelas quais o Linux é melhor do que o Windows.

Código aberto


Simplificando, dizemos que um pedaço de software é de código aberto quando o código-fonte (a lógica do aplicativo) está disponível para qualquer pessoa editar. Isso significa que, assim que você baixa um software de código aberto, você o possui.

Como o Linux é de código aberto, milhares de desenvolvedores contribuem com suas “melhores versões de código”, trabalhando para melhorar o sistema operacional conforme você lê esta frase.

Essa característica ajudou o Linux a se tornar um sistema operacional sólido, seguro e altamente personalizável.

Distribuições


O código-fonte aberto permitiu que os desenvolvedores fizessem suas próprias versões do sistema operacional, que são chamadas de Distribuições.

Existem centenas de distribuições para usuários que gostam de ter elementos específicos, como conjuntos de recursos, interface do usuário, etc.

Portanto, você não precisa de nenhuma qualificação profissional para usar o Linux, pois há muitas distros amigáveis ​​ao usuário e você pode escolher uma dentre as que pode servir como seu driver diário.

Para iniciantes, distros como Ubuntu, Linux Mint, Pop!_OS e outras distros baseadas no Ubuntu ou Debian são muito fáceis de se acostumar.

Ambientes de desktop


Pense em ambientes de desktop como skins (peles) como MIUI, ZUI, ColorOS em cima do Android. Vamos pegar o Ubuntu, por exemplo, que vem com o GNOME como ambiente de área de trabalho padrão. Aqui, o Ubuntu geralmente é a base e o GNOME é um skin que pode ser substituído por outros skins.

Os ambientes de desktop são altamente personalizáveis ​​e cada um tem suas próprias vantagens. Existem mais de 24 ambientes de área de trabalho, mas alguns dos mais populares são GNOME, KDE, Mate, Cinnamon e Budgie.

Aplicativos e gerenciadores de pacotes

A maioria dos aplicativos no Linux também são de código aberto. Por exemplo, um bom substituto para o pacote Office da Microsoft é o Libre Office.

Além de todas as alternativas de aplicativos que você pode baixar agora, a única coisa que está atrasada é o cenário de jogo no Linux. A resposta curta para a pergunta “O Linux é melhor que o Windows para jogos” é não, mas devemos ver mais títulos de jogos sendo disponibilizados conforme o desenvolvimento avança.

Um gerenciador de pacotes basicamente controla o que está instalado no seu computador e permite que você instale, atualize ou remova o software facilmente.

Você está sempre a apenas um comando de instalar um novo aplicativo, pois os gerenciadores de pacotes fazem o mesmo sem esforço para você.

Apt é o gerenciador de pacotes encontrado em distribuições baseadas em Debian/Ubuntu, enquanto distros baseadas em Arch/Arch usam Pacman. No entanto, você também pode usar outros gerenciadores de pacotes, como Snap e Flatpak.

Linha de comando


Como grande parte do Linux foi originalmente feito para rodar em servidores, você pode navegar por todo o sistema usando apenas a linha de comando.

A linha de comando é o coração do Linux; é tudo que você precisa aprender para ser proficiente, e você será conhecido como um usuário avançado do Linux.

Você pode automatizar tarefas graças à capacidade de escrever e implementar seus próprios scripts. Não é muito legal?

Suporte a vários dispositivos


Você pode pensar que o Linux não é popular, mas a grande maioria dos dispositivos no mundo roda em Linux.

Tudo, desde nossos smartphones de bolso até dispositivos IoT inteligentes, como uma torradeira inteligente, executa o Linux em sua essência. Caramba, até a Microsoft usa Linux em sua plataforma de nuvem Azure.

Como o Android é baseado no Linux, desenvolvimentos recentes deram origem a ports de sistemas operacionais como Ubuntu Touch e Plasma Mobile.

É muito cedo para dizer que eles têm um futuro no espaço móvel, onde concorrentes como Android e iOS dominam o mercado. F(x)tec foi um dos OEMs recentes a trazer o Ubuntu Touch e LineageOS em parceria com o XDA.

Linux é mais fácil no hardware

O Linux pode dar uma nova vida aos PCs com hardware antigo que luta para executar o Windows.

Os requisitos mínimos de hardware para executar o Ubuntu são um processador dual-core de 2 GHz e 4 GB de RAM. Se você acha que ainda é demais, distros como o Linux Lite precisam de apenas 768 MB de RAM e um processador de 1 GHz.

Portabilidade

A capacidade de transportar todo o sistema operacional em um pen drive USB é incrível! Isso pode ser útil, especialmente quando seu trabalho principal envolve testar um grande número de máquinas.

Digamos que você esteja viajando e não queira levar seu laptop. Se levar o stick USB com você, você pode inicializar o Linux em quase todos os computadores.

Você também pode manter um diretório inicial em várias instalações Linux diferentes e manter todas as configurações e arquivos do usuário.

Comunidade e suporte

Na guerra Linux Vs Windows, comunidade tem seu peso. A comunidade em torno do Linux é enorme e é muito importante para o crescimento do Linux. Você pode perguntar qualquer coisa, mesmo que sua pergunta pareça idiota, e você receberá uma resposta instantaneamente.

Linux Vs Windows – Aprendizagem

A chave para aprender Linux é usá-lo extensivamente e fazer perguntas à comunidade. Dominar a linha de comando é uma tarefa desafiadora, mas oportunidades de carreira ilimitadas esperam por você assim que você fizer isso.

Então, quem você acha que é o vencedor para você no debate Linux vs. Windows? Deixe-nos saber na seção de comentários sobre coisas que você gosta no Linux.

Sair da versão mobile