Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Ubuntu Lumina não será um sabor oficial suportado pela Canonical

De acordo com o desenvolvedor Kai Lyons, o Ubuntu Lumina não será um sabor oficial suportado pela Canonical para poder trabalhar com mais liberdade.

Nos últimos meses, publiquei várias notícias relacionadas à família Ubuntu. Mais especificamente, sobre a chegada de novos sabores/variantes que farão com que a família aumente em número e opções.

O último sobre o qual falei foi o Ubuntu Lumina, cujo desenvolvedor principal começou a trabalhar em um “Remix”, o que significava que ele pretendia se tornar um sabor oficial, mas a nova notícia sobre esse projeto é que ele está morto … ou não.

Não. O projeto não está morto. Ou sim, mas apenas o nome dele.

Ubuntu Lumina não será um sabor oficial suportado pela Canonical

Ubuntu Lumina não será um sabor oficial suportado pela Canonical
Ubuntu Lumina não será um sabor oficial suportado pela Canonical

Conforme explicado em seu site, a intenção inicial era criar um Ubuntu Remix que funcionasse em qualquer sistema.

O que aconteceu foi que seu principal desenvolvedor, Kai Lyons, percebeu que ser um Remix seria uma grande limitação do que ele queria fazer. Naquela época, que começou em 3 de junho, algo novo começou a nascer, algo que eles revelaram neste fim de semana: Adeus Ubuntu Lumina. Olá, ArisBlu e ArisRed

Pouco tempo depois, as novas páginas da web já estavam abertas. Embora nada possa ser baixado, temos que o ArisBlu será um sistema operacional de desktop que estará disponível no Lumina, MATE, TDE e XFCE.

Por outro lado, o ArisRed será um sistema operacional de servidor com edições para as mesmas edições, mas sem GUI. Como curiosidade, na página ArisRed, há um erro no qual eles também mencionam “ArisBlu”.

Kai diz que não tem nada contra a Canonical. Ao contrário. Ele trabalhou com eles e adorou o tratamento que receberam, mas simplesmente encontrou o que considerava pedras no caminho que queria seguir.

Isso é algo melhor entendido ao ler notícias como as mais recentes do Linux Mint, cuja equipe se livrou do snapd, um passo que eles não poderiam ter dado se fosse de sabor oficial.

Enfim, só podemos apenas desejar boa sorte a Kay e Fivnex em seus novos projetos. Sem dúvida, esta é uma boa notícia para todos.

O que está sendo falado no blog

Categorias Linux, Notícias, Open Source, Software livre, Ubuntu Tags , , , , , ,
Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

2 comentários em “Ubuntu Lumina não será um sabor oficial suportado pela Canonical”

Os comentários estão encerrado.