WSL 2 permitirá rodar programas gráficos do Linux no Windows 10

A Microsoft anunciou que o WSL 2 permitirá rodar programas gráficos do Linux no Windows 10. Confira os detalhes dessa novidade.

Com o Windows 10 versão 2004 prestes a ser lançado, a Microsoft está se preparando para lançar o novo Windows Subsystem para Linux (WSL) 2 para usuários de todo o mundo.

E, como esperado, a WSL de segunda geração vem com grandes melhorias, incluindo o kernel completo do Linux, integrado à plataforma.

Mas há mais novidades para os usuários do Windows 10 no Linux, e mais informações foram compartilhadas hoje na conferência Build developer.

O grande destaque são os aplicativos gráficos do Linux que estão estreando no mundo do Windows 10. Não entendeu? Será possível executar programa do Linux na área de trabalho do Windows 10!

WSL 2 permitira rodar programas gráficos do Linux no Windows 10

WSL 2 permitirá rodar programas gráficos do Linux no Windows 10

A empresa anunciou que está reforçando o Windows Subsystem for Linux (WSL), possibilitando a execução de aplicativos gráficos do Linux no Windows 10, com aceleração de hardware sempre que possível.

O desenvolvimento foi anunciado na conferência Build 2020 e sinaliza o maior aprimoramento único para a WSL desde que o WSL 2 foi anunciado nesta época no ano passado.

Os novos recursos chegarão às atualizações do Windows 10 ao longo do ano (com o próprio WSL 2 chegando este mês).

Como muitos já sabem, o Windows Subsystem para Linux permitiu que os aplicativos Linux rodassem no Windows 10 sem uma interface gráfica do usuário e, embora esse revés pudesse ser resolvido com um servidor X que cuidaria de tudo, não é um segredo que o desempenho geral nem sempre é o melhor.

Portanto, começando com uma atualização futura, o Windows Subsystem para Linux permitiria que os aplicativos gráficos do Linux fossem executados lado a lado com os aplicativos do Windows; assim, novamente, a Microsoft reúne o melhor dos dois mundos para uma experiência consistente no Windows 10.

É desnecessário dizer que a Microsoft está jogando bem neste jogo e, dado o enorme crescimento que o Linux registrou ultimamente, há uma chance de que essa atualização possa retardar a transição do Windows.

Mas por que a Microsoft está fazendo isso?

Bem, por mais bizarro que o desenvolvimento possa parecer, faz sentido: o WSL 2 agora usa um kernel Linux adequado e o sistema de arquivos WSL subjacente pode ser acessado por meio do File Explorer.

Adicionar suporte para iniciar e usar aplicativos GUI completos, como IDEs e editores de texto, é o próximo passo lógico

Na build, a Microsoft anunciou a novidade dizendo:

“O suporte para aplicativos da interface gráfica do usuário do Linux (GUI) permitirá abrir uma instância da WSL e executar um aplicativo da GUI do Linux diretamente, sem a necessidade de um servidor X de terceiros. Isso o ajudará a executar seus aplicativos favoritos em um ambiente Linux, como um ambiente de desenvolvimento integrado (IDE).”

Além disso, a Microsoft também traz suporte de GPU para o WSL 2 para aceleração de hardware que obviamente traria uma série de benefícios, incluindo aprendizado de máquina e desenvolvimento de inteligência artificial, como explica a própria empresa.

A empresa diz que:

“O suporte adicionado aos fluxos de trabalho de computação da unidade de processamento gráfico (GPU) permite que as ferramentas do Linux aproveitem as GPUs para permitir a aceleração de hardware em muitos cenários de desenvolvimento, como modelos de computação paralela e aprendizado de máquina de treinamento (ML) e inteligência artificial (AI).”

E há mais novidades na frente do Linux no Windows 10. O Windows Subsystem para Linux oferecerá suporte a um novo comando de instalação que facilitará a implantação de aplicativos Linux e o uso dos usuários no Windows 10.

Esse processo de instalação simplificado contribui para a experiência refinada geral com a WSL, e a Microsoft diz que será mais fácil para todos executar um aplicativo Linux no Windows 10.

“Em breve, a WSL oferecerá suporte a uma experiência de instalação simplificada executando o comando ‘wsl.exe – install’ ‘, o que tornará mais fácil do que nunca começar a usar aplicativos Linux no Windows.”

O WSL 2 fará parte da próxima atualização de recursos do Windows 10, com o codinome da versão 2004 e com vencimento ainda este mês.

No entanto, algumas das melhorias, como o suporte para aplicativos da GUI do Linux, não estariam disponíveis imediatamente, com a empresa a implementá-lo posteriormente.

A aceleração de hardware da GPU é esperada nos próximos meses, primeiro como parte das compilações lançadas aos usuários inscritos no programa Windows Insider e somente depois aos dispositivos de produção.

A próxima atualização do recurso Windows 10 deve ocorrer no outono (americano, entre setembro e dezembro) como versão 2009, mas ainda não está claro se esse é o objetivo da estreia desse recurso.

Uma coisa é certa, embora: A Microsoft leva muito a sério a mistura do mundo do Windows e Linux, e a plataforma WSL é a ferramenta certa que a empresa usa não apenas para retardar a migração do Windows para o Linux, mas também para manter alguns dos comprometidos com o Linux em seu próprio sistema operacional.

O que está sendo falado no blog

Categorias Debian, Linux, Notícias, Open Source, Software livre, Ubuntu, Windows Tags graficos, permitirá, Programas, rodar, windows 10, WSL 2

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile