Como instalar o Kernel 4.0.5 no CentOS, Enterprise Linux e RHEL

Greg Kroah-Hartman anunciou a quinta atualização da série 4.0, o 4.0.5. Se você quiser seu Enterprise Linux, CentOS e RHEL 7 para essa nova versão, veja abaixo fazer isso.
Kernel 4.0.5 no CentOS
O kernel 4.0.5 vem com atualizações para as arquiteturas ARM, x86, MIPS, PowerPC, s390, ARM64 e PA-RISC, otimizações de sistema de arquivos específicas para Btrfs, EXT4, XFS, OverlayFS, jbd2, Optimized MPEG Filesystem (OMFS) e NFS, além de drivers , entre outros.

A série 4.0 do kernel Linux traz consigo mudanças importantes (além de correções de bugs), entre elas, destaque para o live patching, que permitirá atualizar o Kernel, inserir módulos e patches de segurança e etc, sem precisar reiniciar o sistema.


Veja também


Embora isso não seja importante para computadores desktop, essa é uma característica importantíssima e especialmente útil para servidores, uma vez que será possível incluir atualizações segurança e fazer manutenção do Kernel sem ter de reiniciar o sistema, o que aumenta o uptime (tempo sem desligar ou reiniciar o equipamento) desse tipo de computador.



Para ver as principais novidades desse kernel, acesse esse link.

Antes de iniciar começar a atualizar o kernel no CentOS, Enterprise Linux e RHEL 7, saiba que este é um procedimento que apesar de simples, exige conhecimentos avançados do sistema e deve ser feito por sua própria conta e risco.

Como instalar o Kernel 4.0.5 no CentOS, Enterprise Linux e RHEL 7

Para instalar o Kernel 4.0.5 no CentOS, Enterprise Linux e RHEL 7, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Torne-se super usuário com o comando a seguir;

su root

Passo 3. Baixe e importa a chave do repositório usando este comando;

rpm --import https://www.elrepo.org/RPM-GPG-KEY-elrepo.org

Passo 4. Baixe o pacote do repositório;

yum install http://www.elrepo.org/elrepo-release-7.0-2.el7.elrepo.noarch.rpm

Passo 5. Ative o repositório e instale o novo kerle;

yum --enablerepo=elrepo-kernel install kernel-ml

Passo 6. Reinicie o sistema com o comando abaixo:

reboot

Nota: Todos os drivers que não fazem parte da principal árvore do kernel (o que obviamente inclui drivers proprietários) devem ser recompilados para novas versões do kernel.

Como remover o Kernel 4.0.5 no CentOS, Enterprise Linux e RHEL 7

Para remover o Kernel 4.0.5 no CentOS, Enterprise Linux e RHEL 7, faça o seguinte:
Passo 1. Reinicie o computador com um kernel anterior (usando Grub -> Advanced -> select previous kernel);
Passo 2. Quando iniciar o sistema, faça login e abra um terminal;
Passo 3. Torne-se super usuário com o comando a seguir;

su root

Passo 4. Execute o comando abaixo para remover o Linux Kernel 4.0.5:

yum remove kernel-ml

Via LinuxGeek

O que está sendo falado no blog hoje

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.

[bjd-responsive-iframe src=”http://www.edivaldobrito.com.br/quer-mais-informacoes-e-dicas.html” scrolling=”yes”]

Edivaldo

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande de fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Website: http://www.edivaldobrito.com.br



blog comments powered by Disqus