Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 12 – Fluxbox

Com falei no post anterior, o Blackbox deu origem a outros ambientes, que mantiveram sua leveza e adicionaram novos recursos. É exatamente de um desses projetos que iremos falar hoje.

screenshot_zan


Veja também




Baseado no código do BlackBox 0.61.1, esse é bastante leve, consumindo poucos recursos e como consequência, é muito rápido. Ele também pode executar ações (como minimizar uma janela ou executar um comando pré-determinado) em resposta a sequências de teclas. O Fluxbox ainda provê ferramentas interessantes para gerenciamento de janelas como abas e agrupamentos. Seus arquivos de configuração são fáceis de entender e editar e existem centenas de temas para personalizar o Fluxbox e fazer a aparência do seu desktop ficar do jeito que você quer.

Se quiser experimentar esse ambiente no Ubuntu, faça o seguinte:

Passo 1. Feche todos os seus aplicativos em execução;

Passo 2. Abra um terminal;

Passo 3. Atualize o Apt digitando o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o ambiente com o comando:

sudo apt-get install fluxbox

Feche a sessão atual, escolha esse ambiente na tela de login e entre com seu usuário e senha para entrar na nova sessão. E lembre-se de comentar sobre sua experiência com esse ambiente para que os outros leitores se informem.


Entenda melhor essa história:

Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 1 – Gnome Classic
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 2 – KDE Plasma ou Kubuntu
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 3 – MATE
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 4 – Xfce
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 5 – Cinnamon
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 6 – LXDE
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 7 – Gnome 3
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 8 – Razor-qt
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 9 – E17
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 10 – WindowMaker
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 11 – BlackBox
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 12 – Fluxbox
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 13 – Openbox
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 15 – Awesome WM

Edivaldo

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande de fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Website: http://www.edivaldobrito.com.br



blog comments powered by Disqus