Não. Você entendeu errado! Não é o fim do Unity!

Ao contrario do que algumas pessoas entenderam com o anuncio de Mark Shuttleworth, esse não é o do . Entenda porque.


O recente anuncio do dono da Canonical, afirmando que a empresa irá encerrar seu investimento no Unity 8, Mir, Ubuntu para celulares e tablets, e que não seguirá mais em seu objetivo de levar o sistema a “convergência”, deixou muita gente pensando que o Unity irá acabar.

Não. Você entendeu errado! Não é o fim do Unity!
Não. Você entendeu errado! Não é o fim do Unity!

Não. Você entendeu errado! Não é o fim do Unity!

Na verdade, a mudança da Canonical irá apenas diminuir a velocidade de desenvolvimento desse ambiente, e também a sua disponibilidade, já que ele não virá mais como desktop padrão, a partir da próxima versão LTS do Ubuntu (18.04).

O impacto da mudança de estratégia da Canonical afetará apenas o desenvolvimento do ambiente, que por conta dos investimentos da empresa, seguia a passos largos.

Além disso, o Unity é um software livre, licenciado pela GPL. Por isso, mesmo que a Canonical pare de trabalhar com o código do ambiente, ainda será possível dar continuidade ao projeto ou até mesmo criar um fork a partir do código original.

Aliás, o Unity já é usado até por outras distribuições, como por exemplo, o Manjaro em sua versão Community Edition.

Portanto, nada impede que o projeto continue, que qualquer usuário possa continuar usando o Unity no Ubuntu ou em outra distribuição.

Diante disso, se você gosta da interface do Unity, fique tranquilo. Muita coisa vai rolar até que o Unity seja mesmo substituido pelo Gnome. E mesmo depois, ele continuará. Só resta saber que caminho ele seguirá. Infelizmente, isso, só tempo dirá.

Conheça melhor o Unity

Para saber mais sobre o Unity, clique nesse link.
Ou acessando a página wiki do projeto..

O que está sendo falado no blog nos últimos dias




blog comments powered by Disqus