OpenOffice saindo pelas beiradas da Oracle

Uma das grandes vantagens das licenças de software livre (pelo menos do ponto de vista do usuário),é que, embora mantenha-se os direitos do autor, o software passa a ser publico. Entendam,  não que o autor deixe de ser o dono do software. Imaginem que o autor resolve fechar o programa, ou por uma razão qualquer (dificuldade financeira, morte e etc…) não consegue mais manter o programa e atualiza-lo, nada impede que qualquer grupos, pessoas ou empresas possam dar continuidade (desde que respeitadas as clausulas da licença), pois o acesso livre ao código fonte do programa, dá esse poder aos usuários.


Veja também


Uma situação próxima disso está acontecendo atualmente, depois que a comunidade ficou desconfiada das intenções da em relação ao futuro dos seus softwares livres (, java e outros). Algumas empresas (BROffice, Google, Novell e Red Hat) estão patrocinado a organização europeia sem fins lucrativos Document Foundation,  para criar um fork do projeto chamado LibreOffice. A idéia já tem o apoio de algumas entidades do mundo opensource como Free Software Foundation, a OSI, a OASIS, a Canonical, as britânicas credativ e Collabora e a GNOME Foundation.



Esse fork será uma bela demonstração do poder dos usuários e incentivadores sobre a produção de um software livre e forçará a Oracle a rever suas idéias sobre como produzir esse tipo de  software.

Mai informações nos links  abaixo:

http://www.h-online.com/open/features/LibreOffice-A-fresh-page-for-OpenOffice-1097358.html

http://osdir.com/Article10496.phtml

Edivaldo

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande de fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Website: http://www.edivaldobrito.com.br



blog comments powered by Disqus