Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Alpine Linux 3.9 lançado com suporte a ARMv7 e muito mais

E foi lançado o Alpine Linux 3.9 com suporte a ARMv7 e muito mais. Confira essas e outras novidades e descubra onde baixar a distro.


O Alpine Linux é um sistema operacional criado pela comunidade e desenvolvido para roteadores, firewalls, VPNs, caixas VoIP e servidores.

Alpine Linux 3.9 lançado com suporte a ARMv7 e muito mais
Alpine Linux 3.9 lançado com suporte a ARMv7 e muito mais

Ele foi projetado com segurança em mente: Ele possui recursos de segurança proativos, como o PaX e o SSP, que impedem a exploração de falhas de segurança no software.

A biblioteca C usada é musl e as ferramentas base estão todas no BusyBox. Esses são normalmente encontrados em sistemas embarcados e são menores que as ferramentas encontradas em sistemas Linux.

Novidades do Alpine Linux 3.9

Depois de nada menos que cinco candidatos a lançamento (RC), o sistema operacional Alpine Linux 3.9 está pronto para implementações em massa, já que a equipe de desenvolvimento liderada por Natanael Copa anunciou o lançamento final.

O Alpine Linux 3.9 vem seis meses após a série 3.8 para adicionar novos recursos e mais aprimoramentos à distribuição Linux orientada à segurança baseada em musl/BusyBox.

Destaques desta versão incluem suporte para arquiteturas ARMv7, a substituição da LibreSSL pela OpenSSL e melhor suporte para o bootloader GRUB.

Sobre isso, o anúncio de lançamento diz o seguinte:

“Os usuários do GRUB devem verificar se sua configuração é gerada corretamente e ter a mídia de inicialização de emergência preparada.”

O anúncio de lançamento também observa o fato de que a opção “moodloop” para especificar quando um sistema de arquivos SquashFS é montado em /.modloop está agora assinado no Alpine Linux 3.9.

Componentes atualizados, outras alterações

Sob o capô, o Alpine Linux 3.9 é alimentado pela mais recente série de kernel suportada a longo prazo, o Linux 4.19, e inclui componentes principais atualizados como o GNU Compiler Collection (GCC) 8.2.0, o BusyBox 1.29, o musl libc 1.1.20, Go 1.11.5, LXC 3.1, PostgreSQL 11.1, Node.js 10.14.2, Zabbix 4.0.3, Crystal 0.27 e Nextcloud 15.0.2.

Também foi alterada nesta versão a remoção dos binários de 32 bits para o navegador Web Mozilla Firefox, que agora está disponível apenas na arquitetura de 64 bits (x86_64) devido ao Rust.

Para saber mais sobre essa versão da distribuição, acesse a nota de lançamento.

Baixe e experimente o Alpine Linux 3.9

A imagem ISO do Alpine Linux 3.9 já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

Você pode baixar o Alpine Linux 3.9 agora mesmo através do nosso portal de software livre em várias edições para uma ampla gama de arquiteturas de hardware.

As edições disponíveis do Alpine Linux incluem Standard Edition para arquiteturas de 64 bits, 32 bits, IBM System Z e PowerPC LE de 64 bits, Edições estendidas e virtuais para arquiteturas de 64 bits e 32 bits, Netboot e Mini Root Filesystem Editions for 64 Arquiteturas LE de 32 bits, ARMhf, AArch64 (ARM de 64 bits), IBM System Z e PowerPC de 64 bits e Xen Edition para arquiteturas de 64 bits.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

O que está sendo falado no blog

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.