Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Aniversário do Linux – Comemore os 29 anos do sistema

Alguns dirão que parece que foi ontem. Mas não foi! Nesta terça-feira de agosto (25), o sistema do pinguim completa 29 anos de existência. Comemore!

Atualmente, Linux é a denominação dada para qualquer sistema operacional que utilize o núcleo Linux, criado por Linus Torvalds no ano de 1991. O nome Linux surgiu da mistura de Linus com Unix, um sistema operacional de grande porte dos anos 70.

O que inicialmente era um projeto sem qualquer ambição, tornou-se ao longo dos anos, um dos maiores softwares livres do mundo.

No início, ele era usado apenas por programadores ou por usuários que entendiam muito de computação, pois tudo funcionava apenas em modo de texto e linhas de comando, e a instalação era extremamente complicada.

A partir de 1994, isso começou a mudar quando o sistema começou a receber ambientes gráficos que tornavam mais fácil o uso do sistema.

Atualmente o Linux é um sistema estável, que pode ser instalado e usado por qualquer pessoa.

25 de agosto – o dia do aniversário do Linux

Aniversário do Linux - Comemore os 29 anos do sistema
Aniversário do Linux – Comemore os 29 anos do sistema

O aniversário do Linux é comemorado hoje porque foi exatamente no dia 25 de agosto de 1991, que Linus anunciou esse sistema em um post no newsgroup “comp.os.minix.” da Usenet.

Sim. Vários anos atrás, em 25 de agosto de 1991, o estudante finlandês de 21 anos Linus Benedict Torvalds fez seu agora famoso anúncio no grupo de notícias comp.os.minix, dizendo que estava trabalhando em um sistema operacional gratuito para 386 (486) Clones AT, apenas como um hobby.

“Olá a todos usando o minix –
Estou fazendo um sistema operacional (gratuito) (apenas um hobby, não será grande e profissional como o GNU) para 386 (486) clones AT. Isso está fermentando desde abril e está começando a ficar pronto. Eu gostaria de qualquer feedback sobre coisas que as pessoas gostam / não gostam no minix, já que meu sistema operacional se parece de alguma forma (mesmo layout físico do sistema de arquivos (devido a razões práticas), entre outras coisas).
Eu já portei o bash (1.08) e o gcc (1.40), e as coisas parecem funcionar. Isso implica que vou conseguir algo prático em alguns meses e gostaria de saber quais recursos a maioria das pessoas gostaria de ter. Todas as sugestões são bem-vindas, mas não prometo que as implementarei 🙂
Linus
PS. Sim – é livre de qualquer código minix e tem um fs multi-thread. NÃO é portátil (usa 386 alternância de tarefas, etc.) e provavelmente nunca será compatível com nada além de discos rígidos AT, já que é tudo que tenho :-(.”

Observe que no final, uma frase dita por Linus nesse anuncio, revela que ele não acreditava que o sistema fosse se tornar algo grande:

Ele NÃO é portável (usa troca de contexto 386, etc), e provavelmente nunca será compatível com nada além de discos rígidos AT, uma vez que isso é tudo o que eu tenho :-(.

Ainda bem que ele estava errado nessa parte. O sistema cresceu e se tornou um fenômeno mundial.

Muitos anos depois, descobrimos que o Linux não é mais “apenas um hobby” e está em todos os lugares ao nosso redor. Mesmo se você não usa Linux, ainda está usando Linux. Mas se você usa Linux, melhor ainda!

Atualmente, o Linux capacita quase todas as coisas inteligentes ao nosso redor, de smartphones Android, roteadores Wi-Fi, geladeiras inteligentes e TVs de tela grande a aviões, satélites e o gigante mecanismo de busca Google.

Toda a Internet é movida por Linux. 99,9% dos sites que você visita diariamente estão em um servidor com Linux, incluindo o Blog do Edivaldo (claro, né?). O Linux ainda está em 100% dos 500 maiores supercomputadores do mundo.

Nem todos na comunidade Linux estão comemorando o aniversário do Linux em 25 de agosto, como alguns acreditam que deveríamos comemorar em 5 de outubro, quando o primeiro lançamento público foi feito, mas Linus Torvalds acha que ambos são válidos.

Mas não vou incomodá-lo com esses fatos nerds porque é hora de comemorar. E, para isso, aqui está um vídeo (cortesia da Linux Foundation) para aqueles que desejam saber como o Linux é construído e quem usa Linux (Lembre-se de ativar as legendas e a tradução do vídeo, antes de iniciar a reprodução).

YouTube video

Conheça melhor a história do Linux

A história do Linux está atrelada ao surgimento do movimento do software livre. Para saber mais detalhes sobre tudo isso, assistindo o vídeo Revolution OS.

Esse documentário de 2001, fala da história do Linux, do movimento do software livre/código aberto. Dirigido por J. T. S. Moore, o filme mostra entrevistas com os proeminentes hackers e empresários incluindo Richard Stallman, Michael Tiemann, Linus Torvalds, Larry Augustin, Eric S. Raymond, Bruce Perens, Frank Hecker e Brian Behlendorf.

Basicamente, o Revolution OS conta a história dos hackers que se rebelaram contra o modelo de software proprietário e Microsoft para criar o movimento do software livre/código aberto e o GNU/Linux.

Apesar de ter sido produzido no ano de 2001, o vídeo ainda é atual porque esclarece muitos detalhes da revolução que é o software livre/código aberto e ainda conta muito da história do Linux.

Além disso, ele mostra alguns eventos que aconteceram naquele período, e que muitos nem sequer sabem que aconteceram ou podem ter esquecido esquecido deles (como abertura do código do Netscape, que resultou no Firefox).

Confira o vídeo (esse já vem legendado)!

YouTube video

Complementando o vídeo, quem quiser saber mais detalhes sobre a história do Linux, pode dar uma olhada em uma página da Wikipedia dedicada ao assunto.

O que está sendo falado no blog

<a href="https://www.edivaldobrito.com.br////” rel=”noopener noreferrer” target=”_blank”>Veja mais artigos publicados neste dia…

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.