Como instalar o app de análise de dados Grafana no Ubuntu e derivados

Você ou sua empresa trabalham com grandes massas de dados e várias fontes de informações? Conheça e veja como instalar o app de análise de dados Grafana!

Se você ou sua empresa trabalham com grandes massas de dados e várias fontes de , conheça e veja como instalar o app de análise de dados Grafana no Ubuntu e derivados.


Grafana é um software de análise e monitoramento que pode ser executado no Linux, Windows e MacOS. É aberto, rico em recursos, poderoso, elegante e altamente extensível.
Como instalar o app de análise de dados Grafana no Ubuntu e derivados
Como instalar o app de análise de dados Grafana no Ubuntu e derivados

Ele é um software para análise de dados, que é usado em alguns sites conhecidos como o Stack Overflow, PayPal e Uber.

Grafana suporta mais de 30 fontes de código aberto, bem como fontes de dados comerciais/bancos de dados que incluem MySQL, PostgreSQL, Graphite, Elasticsearch, OpenTSDB, Prometheus e InfluxDB.

Com isso, é possível um aprofundamento em grandes volumes de dados operacionais em tempo real. Poderemos visualizar, consultar, estabelecer alertas e obter informações sobre suas métricas.

É importante notar que o Grafana permite a criação de múltiplas organizações independentes. Cada uma com seu próprio ambiente de uso (administradores, fontes de dados, painéis e usuários).

Características gerais do Grafana

  • Teremos gráficos elegantes para visualização de dados. Os gráficos são rápidos e flexíveis, com inúmeras opções.
  • Coloca à nossa disposição painéis dinâmicos e reutilizáveis.
  • É altamente extensível, podemos usar muitos painéis e acessórios disponíveis na biblioteca oficial.
  • Nos disponibilizará a autenticação através do LDAP, Google Auth, Grafana.com e Github.
  • Ele suporta fortemente a colaboração, permitindo a troca de dados e painéis entre equipes.

Existe uma demonstração on-line que está disponível para você experimentar o Grafana, antes de instalá-lo em seu computador.

Como instalar o app de análise de dados Grafana no Ubuntu e derivados

Se depois de testar, você quiser usá-lo, use o procedimento abaixo.

Como instalar o app de análise de dados Grafana no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o app de análise de dados Grafana no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

echo "deb https://packagecloud.io/grafana/stable/debian/ stretch main" | sudo tee -a /etc/apt/sources.list

Passo 3. Baixe a chave do repositório do programa com o comando:

curl https://packagecloud.io/gpg.key | sudo apt-key add -

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install grafana

Pronto! Uma vez que o servidor for inicializado, abra seu navegador favorito e digite o endereço http://ipservidor:3000 (substitua ipservidor por numero de IP do servidor ou nome de dominio dele), para acessar a web.

Este endereço nos levará à página de login. Aqui podemos usar as credenciais do usuário como nome de usuário: admin e senha: admin.

Como instalar o app de análise de dados Grafana no Ubuntu e derivados

Após o login, acesse o painel inicial e comece a usar o Grafana.

Desinstalando o app de análise de dados Grafana no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o app de análise de dados Grafana no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove grafana --auto-remove

O que está sendo falado no blog

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo



blog comments powered by Disqus