Do not speak Portuguese?? Translate this site with Google or Bing Translator

Arcan 0.6.0 lançado – Conheça melhor esse framework e suas novidades

Pouco mais de 4 anos após a publicação da última versão, foi lançado o Arcan 0.6.0. Conheça melhor esse framework e suas novidades.

Arcan é um framework para a criação de ambientes de interface e desktop, que combina um servidor de exibição, uma estrutura multimídia e um motor de jogo para renderizar gráficos 3D.

O Arcan pode ser usado para criar uma variedade de sistemas gráficos, de interfaces de usuário para aplicativos incorporados a ambientes de desktop independentes.

O desktop tridimensional Safespaces para sistemas de realidade virtual e o ambiente de desktop Durden também estão sendo desenvolvidos com base no Arcan. O código do projeto é escrito em C e é distribuído sob a licença BSD (alguns componentes sob GPLv2 + e LGPL).

O Arcan não está vinculado a um subsistema gráfico separado e pode ser executado em vários ambientes de sistema (BSD, Linux, macOS, Windows) usando back-ends conectáveis.

Então Arcan é uma curiosa combinação de um processador de streaming media, motor de jogo e servidor de exibição com um design inovador que é bem adequado para projetos gráficos interativos em tempo real complexos e simples, e combina bem com qualquer coisa, de interfaces de usuário de ficção científica a algum projeto integrado desenvolvido internamente. para mesas cheias.

É muito modular, tem poucas dependências, mas vem com todas as baterias necessárias incluídas.

Por exemplo, é possível rodar em Xorg, egl-dri, libsdl e AGP (GL/GLES). O servidor de exibição Arcan pode executar aplicativos cliente X, Wayland e SDL2.

Segurança, desempenho e capacidade de depuração são citados como os principais critérios de design para a API Arcan. Para simplificar o desenvolvimento da interface, é proposto o uso da linguagem Lua.


Dentre as características que se destacam no Arcan, podemos encontrar as seguintes:

  • Combinação de funções de servidor composto, servidor de exibição e gerenciador de janelas.
  • Estrutura de multimídia integrada que fornece ferramentas para trabalhar com gráficos, animação, processamento de streaming de vídeo e som, baixar imagens e trabalhar com dispositivos de captura de vídeo.
  • Um modelo multithread para conectar drivers para fontes de dados dinâmicas, de fluxos de vídeo a saída de programa individual.
  • Modelo rígido para compartilhar privilégios. Os componentes do mecanismo são divididos em pequenos processos não privilegiados que interagem por meio da interface de memória compartilhada shmif.
  • Ferramentas integradas de monitoramento e análise de falhas, incluindo o mecanismo, podem serializar o estado interno dos scripts Lua para simplificar a depuração.
  • Função de backup, que em caso de falha devido a um bug no programa, pode iniciar um aplicativo de backup, mantendo as mesmas fontes de dados externas e conexões.
  • Ferramentas de compartilhamento avançadas que você pode usar para gravar ou transmitir subconjuntos específicos de fontes de vídeo e áudio enquanto implementa o compartilhamento da área de trabalho.

Agora, pouco mais de 4 anos após a publicação da última versão significativa, foi anunciado recentemente o lançamento de uma nova versão, o Arcan 0.6.0.

Novidades do Arcan 0.6.0

Arcan 0.6.0 lançado - Conheça melhor esse framework e suas novidades
Arcan 0.6.0 lançado – Conheça melhor esse framework e suas novidades

Nesta nova versão os desenvolvedores mencionam que o foco tem sido a transparência da rede.

Foi proposta a primeira versão do servidor gráfico “arcan-net”, que permite organizar o trabalho remoto na rede utilizando o seu próprio protocolo A12.

O redirecionamento de cliente no estilo X11 e o acesso remoto à área de trabalho como em RFB/RDP/SPICE são suportados, bem como streaming de entrada, streaming de áudio e vídeo, acesso compartilhado, migração de cliente multithread e ao vivo.

Os dados de vídeo transmitidos, dependendo dos tipos de janela, são compactados usando codecs com e sem perdas.

Para criptografia autenticada de canais de comunicação, o pacote X25519 + Chacha8 + Blake3 é usado.

Outras mudanças incluem:

  • Ferramentas para depurar a atividade do cliente.
  • Console estilo KMSCon/FBCon.
  • A capacidade de emprestar alguns drivers desenvolvidos para o gerenciador de janelas em aplicativos.
  • Implementação de driver para dispositivo de rastreamento ocular Tobii 4C.
  • Suporte para isolamento de cliente XWayland.
  • Componente Arcan-trayicon para colocar ícones na bandeja do sistema.
  • Suporte para sintetizadores de voz.
  • Redesenho do modo de operação em sistemas sem monitores (headless).

Para saber mais sobre essa versão do Arcan, acesse a nota de lançamento.

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.