Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Ardour 6.5 lançado com suporte para plug-ins VST3 e mais

E foi lançado o Ardour 6.5 com suporte para plug-ins VST3 e outros recursos. Confira as novidades e veja como instalar no Linux.

O Ardour é uma aplicação de digital audio workstation, voltado para utilização profissional. Em resumo, o Ardour é um DAW livre desenvolvido sob licença GPL. Atualmente é suportado nas plataformas Linux, FreeBSD, Solaris, Mac OS X e Microsoft Windows.

Ou seja esse aplicativo é um projeto de código aberto, o resultado de um esforço de colaborativo de uma equipe mundial, que inclui músicos, programadores e engenheiros de gravação profissional.

Agora, o projeto lançou mais um atualização desse software, Ardour 6.5.

O Ardour 6.5 está sendo lançado dois meses após o Ardour 6.3 para todas as plataformas suportadas com muitas mudanças interessantes.

Na verdade, foi lançada a versão 6.4, mas essa foi imediatamente substituída pela 6.5, e portanto, as novidades abaixo cobrem as duas versões.

Novidades do Ardour 6.5

Ardor 6.5 lançado com suporte para plug-ins VST3 e mais
Ardor 6.5 lançado com suporte para plug-ins VST3 e mais

Entre outras mudanças neste lançamento, agora há um melhor manuseio de codificadores MIDI, suporte adequado para faixas de MIDI, script de exemplo de reescrita de MIDI expandido, melhor suporte MIDI em dispositivos ARM como o Raspberry Pi e melhorias no tema escuro.

Várias melhorias de desempenho também estão incluídas para acelerar a exibição de pistas de automação MIDI e para tornar a exportação direta e direta mais rápida. Além disso, o Ardour 6.5 agora pergunta antes de mostrar 2.000 pistas de automação.

Mas a maior novidade no Ardour 6.5 é o suporte para plug-ins no formato de plug-in VST3 da Steinberg. Sim, é isso mesmo, agora você pode usar plug-ins VST3 no Ardour, e eles funcionam em todas as plataformas, incluindo Linux, macOS e Windows.

Para usá-los, vá para Preferências> Plug-ins e clique no botão “Scan Now”, que irá descobrir automaticamente todos os plug-ins VST3 que você possa ter instalado em seu sistema. E se você não os instalou no local padrão, pode especificar a pasta onde estão instalados.

O suporte VST3 incluído no Ardour 6.5 oferece suporte às extensões Presonus VST3 usadas pelos plug-ins Softube Console 1 e superfícies de controle e outros dispositivos.

Também foram aprimorados os detalhes dos cálculos de latência do caminho do sinal, os arquivos WAV e AIFF agora oferecem suporte a tags de metadados de sessão e os fades lineares são usados ​​quando o loop de crossfading começa ou termina.

Outra mudança interessante é o fato de que o Ardour 6.5 agora marca as sessões como “sujas” sempre que um tipo de medidor é alterado.

Claro, vários bugs foram eliminados e várias traduções de idiomas atualizadas.

Para saber mais sobre essa versão do Ardour, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o Ardour

Como não há binário para sistemas Linux, recomendo instalar o Ardour 6.5 a partir dos repositórios de sua distribuição.

Se você está se perguntando, não há versão disponível como pacotes Flatpak ou Snap. Sim, ele pode ser instalado a partir dos repositórios oficiais de muitas distribuições Linux, mas ainda levará alguns dias (ou mais) para que essa versão do Ardour apareça como uma atualização.
Ou
Para instalar a versão mais recente do Ardour no Linux, use um desses tutoriais:
Como instalar o digital audio workstation Ardour no Linux via Flatpak
Como instalar o digital audio workstation Ardour no Ubuntu

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.