As tendências das redes sociais e o marketing no e-commerce

Entenda porque as tendências das redes sociais e o marketing no e-commerce, são consequências do século XXI e da geração Millennials.

O século XXI e a geração Millennials trouxeram novas dinâmicas para o nosso mundo. Hoje, muito distantes da tradicionalidade que educou os nossos pais e avós, vivemos num mundo onde a mudança acontece segundo a segundo. Nunca o mundo avançou tão depressa.

A moda, que antes nos habituava à permanência de sazonais (e quantas vezes anuais?!) agora pode durar meses, semanas ou apenas dias. As novidades sucedem-se e as tecnologias têm um grande papel neste processo.

Dispositivos móveis, computadores, eletrodomésticos e até veículos tornam-se celeremente obsoletos. O mercado move-se a um ritmo alucinante e, pelas redes , o impacto cada vez maior dos chamados influencers tem vindo a mudar a forma se promovem e divulgam as novidades.

De fato, o aumento das redes sociais e do seu impacto deixou ser progressivo e passou a ser galopante. Milhões de pessoas integram estas redes e milhões fazem delas, no seu quotidiano, uma importante parte do dia.

Os compartilhamentos mais diversos, feitas nos meandros destas redes sociais, criam um mundo constantemente ativo e ligado, onde fronteiras se esbatem através de conversas, de partilhas e de trocas comerciais.

Sim! As lojas também começam a migrar para o online. Não só as lojas tradicionais descobriram e exploram as lógicas digitais, como outras – sem existência física – nascem e proliferam neste meio, feito de bits e pixels.

Hoje, o e-commerce exprime-se em lojas online de vários setores e ancora-se fortemente nas redes sociais, tentando ganhar uma expressão ainda maior.

O papel das redes sociais como difusoras das tendências é inegável e o seu papel é, por isso, muito importante para as estruturas sociais, culturais e mesmo econômicas a nível global.

As tendências das redes sociais

Fazendo uso das redes sociais

Considerando o papel das redes sociais, não é de estranhar que estas se tenham tornado uma das principais ferramentas de marketing da atualidade.

Permitindo, em alguns cliques, chegar até milhares de pessoas, estas redes sociais são a ligação preferencial que as empresas têm para com os seus públicos-alvo.

Não é estranho, por exemplo, que as lojas online usem as redes sociais para criar as suas páginas e que através delas façam a partilha de imagens, de passatempos, de concursos e de eventos relacionados com a marca.

As pessoas parecem apreciar a interatividade permitida por estas redes e acolhem, de alguma forma, as recomendações que alguns dos influencers que as frequentam têm para lhes dar.

Quando se tem uma loja online, o olhar sobre estas novas tecnologias impera! A escolha de boas fotografias para o Instagram, assim como das melhores frases para suas fotos faz toda a diferença para garantir o sucesso de uma empresa.

Hoje, não faltam opções para quem quer usar as redes sociais como espaço de promoção da sua empresa.

Além disso, conscientes do seu impacto para fazer esta promoção, as próprias redes sociais começam a criar estruturas de promoção, permitindo que se façam publicações patrocinadas, que chegam ainda mais longe e levam a marca a um maior número de pessoas.

E-commerce e o tempo para a gestão social

Muitas pessoas que têm empresas online acusam a falta de tempo para justificar uma insuficiente promoção da marca nas redes sociais.

De facto, considerando a importância que estas redes têm, hoje em dia, para chegar até aos públicos, esta não é uma funcionalidade que deva ser esquecida ou desvalorizada.

Por isso mesmo, para ter o tempo de se dedicar ao e-marketing, e para poder incluir a gestão efetiva das redes sociais neste processo, poderá sempre delegar as questões da gestão logística, preferindo, para a sua loja online, uma dinâmica de dropshipping.

Sem precisar de se preocupar com as questões relativas ao stock ou, por exemplo, com a preparação e envio das encomendas aos seus clientes, sobrará mais tempo para que melhore o posicionamento da sua empresa no mercado digital, apostando de uma forma mais intensa na publicidade da empresa e garantindo que esta tem maior expressão.

Além disso, se tiver mais tempo para dedicar a estas redes, conseguirá também fazer uma melhor análise de mercado, conhecendo melhor os seus concorrentes e tendo a possibilidade de adaptar o seu modelo de vendas ao setor, de uma forma mais funcional e que o ajudará a ter melhores resultados.

Seguir as redes sociais e as tendências que os seus clientes seguem será uma forma de manter, ainda, o conceito da sua marca atualizado, acompanhando com maior facilidade as mudanças sucessivas que tanto caraterizam o nosso século.

Sem dúvida, quem trabalha com o e-commerce, tem todas as vantagens em criar contas nas redes sociais para aproveitar todas as vantagens que estas redes têm para as empresas.

Depois, bastará uma grande dose de empenho e uma motivação que ajudem a superar as eventuais dificuldades que possam surgir e que levem a sua empresa até ao sucesso que tanto deseja atingir.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…