Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Collabora adicionou H.264 e VP8 para alguns Chromebooks no kernel 5.4

A Collabora adicionou H.264 e VP8 para alguns Chromebooks no kernel 5.4, de acordo com os commits feitos durante o ciclo de desenvolvimento da série 5.4 do kernel do Linux.

Lançada no mês passado, mais exatamente em 24 de novembro, a série Linux 5.4 do kernel traz novos recursos empolgantes para os usuários do Linux em todos os lugares, incluindo o suporte há muito esperado para o sistema de arquivos exFAT da Microsoft, bem como um novo recurso de bloqueio do kernel para segurança extra e vários melhorias para os jogadores da AMD.

Collabora adicionou H.264 e VP8 para alguns Chromebooks no kernel 5.4
Collabora adicionou H.264 e VP8 para alguns Chromebooks no kernel 5.4

O Kernel 5.4 também adiciona um novo recurso de segurança para detectar a violação de arquivos chamada fs-verity, uma nova ferramenta dm-clone para clonagem ao vivo de dispositivos de bloco, um novo driver virtio de alto desempenho para compartilhar arquivos entre hosts e convidados chamados virtio-fs, gerenciamento aprimorado de memória de aplicativos em dispositivos Android e suporte para CPUs Intel Tiger Lake.

Agora, os desenvolvedores da Collabora que trabalham no kernel do Linux estão relatando os commits feitos durante o ciclo de desenvolvimento da série 5.4 do kernel Linux.

Collabora adicionou H.264 e VP8 para alguns Chromebooks no kernel 5.4

Os desenvolvedores de kernel da Collabora contribuíram com 95 confirmações para a série de kernel Linux 5.4, adicionando decodificação de vídeo H.264 e VP8 em vários Chromebooks usando os chips Rockchip RK3288 e RK3399, que estão sendo usados ​​no ASUS Chromebook Flip e no ASUS C201 Chromebook.

Segundo a Collabora, essa mudança leva os Chromebooks um passo mais perto da execução a montante.

“Continuando nosso trabalho em Chromebooks, os drivers da plataforma Chrome OS Embedded Controller foram reestruturados, do ponto de vista da arquitetura.”


Enric Balletbò i Serra, relata que conseguiu limpar um problema antigo que causava referências cruzadas entre o MFD (Multi-Function Devices) e o subsistema da Plataforma Chrome, que abre caminho para um fluxo de trabalho mais fácil e limpo para os desenvolvedores.

Os desenvolvedores da Collabora também contribuíram para melhorar a qualidade upstream do kernel, adicionaram suporte ao sensor de luz ambiente NOA1305, adicionaram novas propriedades ao núcleo de sensores EC do Chrome OS e ajudaram os mantenedores do kernel do Linux, contribuindo com 124 tags revisadas. Par

Para conferir todas as contribuições de Collabora para a série de kernel Linux 5.4, acesse esta postagem no blog.

O que está sendo falado no blog

No Post found.

Artigos relacionados

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.