Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Como instalar arquivos RPM no Fedora Linux sem complicações

Se você usa o Fedora se deparou com arquivos RPM e não sabe que fazer, veja como instalar arquivos RPM no Fedora Linux e resolva seu problema.

Quando você começar a usar o Fedora Linux no domínio Red Hat, mais cedo ou mais tarde, você encontrará arquivos .rpm. Assim como os arquivos .exe no Windows e os arquivos .deb no Ubuntu e Debian, os arquivos .rpm permitem que você instale rapidamente um software a partir dele no Fedora.

Você pode encontrar e instalar muitos softwares a partir do centro de software, especialmente se habilitar repositórios adicionais no Fedora. Mas às vezes você encontrará software disponível em seu site no formato RPM.

Como os arquivos .exe no Windows, você baixa o arquivo .rpm e clica duas vezes nele para instalá-lo. Mas não se preocupe, vou mostrar as etapas detalhadas.

Como instalar arquivos RPM no Fedora Linux

Como instalar arquivos RPM no Fedora Linux sem complicações
Como instalar arquivos RPM no Fedora Linux sem complicações

Este artigo para iniciantes explica como instalar pacotes RPM no Fedora e Red Hat Linux. Também mostra como remover esses pacotes RPM posteriormente.

Abaixo, mostrarei três maneiras de instalar arquivos RPM:

  • Instalar arquivos RPM com o software center (método GUI)
  • Instalar arquivos RPM usando o comando DNF (método CLI)
  • Instalar os arquivos RPM usando o comando Yum (método CLI para Red Hat)

Como instalar arquivos RPM no Fedora Linux – Usando a central de prgramas

O método mais simples é usar a central de software padrão do Fedora. É muito simples. Vá para a pasta onde você baixou o arquivo .rpm. Geralmente é a pasta Downloads.

Basta clicar duas vezes no arquivo RPM e ele será aberto na central de software.

Como alternativa, você pode clicar com o botão direito do mouse no arquivo e escolher a opção que permite instalar através do Centro de Software.

Quando for aberto no centro de software, você deverá ver a opção de instalação. Basta clicar no botão de instalação e inserir a senha da sua conta quando solicitada. É fácil, certo?

Instalando arquivos RPM usando o comando DNF

Este é o método de linha de comando. O Fedora usa o novo gerenciador de pacotes DNF e você pode usá-lo para instalar arquivos RPM baixados também.

Abra um terminal e mude para o diretório onde você baixou o arquivo RPM. Você também pode fornecer o caminho para o arquivo RPM. Use o comando DNF assim:
sudo dnf install nome_arquivo_rpm

Por exemplo, se fosse para instalar o Google Chrome no Fedora com o comando dnf ficaria assim:
sudo dnf install google-chrome-stable_current_x86_64.rpm

Usando o comando DNF

Ao contrário do Fedora, o Red Hat ainda usa o bom e velho gerenciador de pacotes Yum. Você não encontrará o comando DNF aqui, ainda.

O processo é igual ao do comando DNF. Você vai para o diretório onde o arquivo RPM está localizado ou fornece seu caminho.

sudo yum install nome_arquivo_rpm

É isso aí. Nada mais sofisticado.

Como remover pacotes RPM

Remover um pacote RPM também não é um grande problema. E não, você não precisa do arquivo rpm original que usou para instalar o programa.

Você pode encontrar o pacote instalado no centro de software e remover o aplicativo de lá.

Como alternativa, você pode usar o comando DNF ou YUM com a opção de remoção.

Com DNF, use este comando:
sudo dnf remove nome_pacote_rpm

Com o Yum, use este comando:
sudo yum remove nome_pacote_rpm

Você provavelmente não se lembrará do nome exato do pacote e tudo bem. O que você pode fazer é digitar as primeiras letras do pacote e clicar em tab. Isso pressupõe que você tenha o preenchimento da guia habilitado, o que geralmente está.

E isso é tudo que você precisa fazer aqui. Muito simples, certo?

Sendo um iniciante, você pode ter dificuldades com uma tarefa simples como esta e espero que se sinta mais confiante com o Fedora graças a tutoriais rápidos como este.

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.