Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Como instalar o Oracle Java 16 no Ubuntu, Mint, Debian e derivados

Se por algum motivo especifico você precisa do Java da Oracle, veja como instalar o Oracle Java 16 no Ubuntu, Mint, Debian e derivados.

O Oracle Java usa uma licença comercial a partir do Java 11, que permite fazer o download e usá-lo sem custo para desenvolvimento e teste apenas, mas exige o pagamento de uma taxa para usá-lo na produção.

Como instalar o Oracle Java 16 no Ubuntu, Mint, Debian e derivados
Como instalar o Oracle Java 16 no Ubuntu, Mint, Debian e derivados

Em vez de Oracle Java, você pode usar compilações JDK de código aberto, como aquelas oferecidas por AdoptOpenJDK ou Zulu OpenJDK.

Dito isso, aqueles que desejam instalar o Oracle Java 16 mais recente (lançado recentemente) em distribuições Ubuntu, Debian e Linux baseadas nesses, como Linux Mint, Pop!_OS, etc., agora podem fazer isso usando o Linux Uprising PPA.

O Oracle JDK 16 receberá um mínimo de duas atualizações trimestrais, antes de ser seguido pelo Oracle JDK 17 em setembro de 2021.

Este instalador Oracle Java 16 é baseado no pacote Web Upd8 Java (portanto, os créditos vão para seus criadores originais), com pequenas modificações, e não contém quaisquer binários Oracle Java.

Em vez disso, ele baixa e instala automaticamente (com alguns ajustes, como melhor renderização de fontes, adicionar entradas de menu de aplicativos, etc.) e, opcionalmente, define Oracle Java 16 como o Java padrão (executa alternativas de atualização, exporta a variável de ambiente JAVA_HOME, etc.) em seu sistema.

A Oracle oferece pacotes DEB para Oracle Java, no entanto, esses pacotes simplesmente copiam os binários Java para /usr/lib/jvm, sem fazer mais nada, então é exatamente o mesmo que copiar o diretório Java para aquele local você mesmo.

O PPA fornece Oracle JDK 16 para arquiteturas x64 e aarch64, sendo essas as duas únicas arquiteturas para as quais a Oracle fornece o Java 16 mais recente.

Como instalar o Oracle Java 16 no Ubuntu, Mint Debian e derivados

Para instalar o Oracle Java 16 no Ubuntu, Mint Debian e derivados, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se você estiver usando o Ubuntu, Mint, Pop!_OS or Zorin ou um outro derivado, adicione o repositório do programa com este comando;

sudo add-apt-repository ppa:linuxuprising/java

Passo 3. Se você estiver usando o Debian ou um derivado, adicione o repositório do programa com estes comandos;

su -
echo "deb http://ppa.launchpad.net/linuxuprising/java/ubuntu focal main" | tee /etc/apt/sources.list.d/linuxuprising-java.list
apt-key adv --keyserver hkp://keyserver.ubuntu.com:80 --recv-keys 73C3DB2A

Passo 4. Em seguida, atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 5. Agora, instale e torne o Oracle JDK 16 a versão JDK padrão com este comando;

sudo apt install oracle-java16-installer --install-recommends

Passo 6. Ou, instale, mas não torne o Oracle JDK 16 a versão padrão do JDK com o comando abaixo:

sudo apt install oracle-java16-installer --no-install-recommends

Pronto! Para verificar qual versão do Java está definida como padrão em seu sistema, você pode executar java -version e/ou javac -version.

Como aceitar a licença automaticamente

Baixar e instalar o Oracle Java 16 requer que o usuário aceite uma licença. Em alguns casos, como ao usar isso em um script automatizado, você pode querer aceitar automaticamente a licença usando um comando. Você pode fazer isso usando:

echo oracle-java15-installer shared/accepted-oracle-license-v1-2 select true | sudo /usr/bin/debconf-set-selections

Se isso não funcionar, tente também este comando:

echo oracle-java15-installer shared/accepted-oracle-licence-v1-2 boolean true | sudo /usr/bin/debconf-set-selections
Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.