Estressando CPU, memória RAM e disco rígido com stress-ng no Ubuntu

Precisando testar até onde vai a estabilidade de seu PC? Instale e use a ferramenta de stress stress-ng!

Precisando testar até onde vai a estabilidade de seu PC? Para fazer isso, e use a ferramenta de stress stress-ng.


stress-ng é uma ferramenta com a qual podemos literalmente “estressar” o processador, memória RAM, , sdd e outros componentes do PC, usando apenas o terminal do Linux.
Estressando CPU, memória RAM e disco rígido com stress-ng no Ubuntu
Estressando CPU, memória RAM e disco rígido com stress-ng no Ubuntu

Existem muitos usuários que utilizam programas para “estressar” o computador pessoal, que é uma operação útil, pois permite verificar se o PC permanece estável e confiável em qualquer tipo de .

Graças a esse tipo de ferramenta, é possível colocar uma pressão sobre o processador, placa de vídeo, disco rígido e etc, para garantir que tudo está funcionando corretamente.

As características especiais do stress-ng, permitem a realização de testes específicos para cada componente. Com isso dá para lidar com a carga de trabalho da CPU, operando em velocidade de leitura e de nosso disco rígido ou sdd etc ..

O stress-ng possui muitas opções dedicadas que permitem realizar teste direcionados para cada componente individual. Com isso é possível, por exemplo gerenciar cargas de trabalho de CPU, operações de leitura e escrita, velocidade do disco rígido ou sdd e etc.

Como instalar a ferramenta de stress stress-ng

stress-ng é uma ferramenta incluída nos repositórios oficiais do Debian SID, Jessie e 8 e Ubuntu.
Para as versões anteriores, você pode baixar o pacote DEB que está disponível na página do programa ou no caso do Ubuntu e seus derivados, você pode fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:ferramroberto/lffl

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install stress-ng

Como instalar a ferramenta de stress stress-ng manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Ou faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome stressng.deb:

wget https://launchpad.net/~ferramroberto/+archive/ubuntu/lffl/+files/stress-ng_0.01.30-1~lffl~trusty_i386.deb -O stressng.deb

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome stressng.deb:

wget https://launchpad.net/~ferramroberto/+archive/ubuntu/lffl/+files/stress-ng_0.01.30-1~lffl~trusty_amd64.deb -O stressng.deb

Passo 5. Agora instale o programa com os comandos abaixo:

sudo dpkg -i stressng.deb
sudo apt-get install -f

Passo 6. Se preferir, use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt install ./stressng.deb

Passo 7. Depois, se precisar desinstalar o programa, use esse comando:

sudo apt-get remove stressng*

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Como usar a ferramenta de stress stress-ng

Depois de instalado, para usar o programa, abra um terminal e use esse exemplo recomendado pelo desenvolvedor do projeto:

stress-ng --cpu 1 --vm 1 --hdd 1 --fork 1 --switch 1 --timeout 10 --metrics

Para conhecer todas as opções disponíveis, basta digitar:

stress-ng -h

Gostou da ferramenta? Comente como foi a sua experiência!

Fonte

O que está sendo falado no blog



blog comments powered by Disqus