Firefox melhorará seu desempenho graças ao LLVM Clang

Confira os detalhes do anúncio de que o Firefox melhorará seu desempenho graças ao LLVM Clang!

Boa notícia para fãs do navegador da Mozilla, o Firefox melhorará seu desempenho graças ao LLVM Clang. Confira os detalhes dessa ótima novidade.


Com lançamento feito no dia 14 de novembro de 2017 e com sérias mudanças de design/velocidade, o Firefox Quantum (ou Firefox 57) marcou o inicio da próxima geração do navegador da Mozilla.
Firefox melhorará seu desempenho graças ao LLVM Clang
Firefox melhorará seu desempenho graças ao LLVM Clang

Mas mesmo com esse lançamento, uma das coisas que o Firefox precisa melhorar para poder ganhar a batalha contra o Chrome (e o Chromium) é o desempenho.

Embora o Quantum tenha sido uma grande melhoria, o principal produto da Mozilla ainda precisa dar muitos passos à frente, e vendo a sua situação atual, pode ter menos tempo do que seria esperado para refazer a situação.

É claro que a Mozilla tem que procurar maneiras de melhorar seu navegador, e parece que está encontrando certas soluções no nível de desempenho.

Firefox melhorará seu desempenho graças ao LLVM Clang

O Firefox Nightly, que é o ramo alfa, começou a ser compilado com o LLVM Clang em vez do GCC. Isso permitirá melhorar o desempenho do aplicativo em todas as plataformas, incluindo o Linux, onde ele desempenha o papel de navegador padrão na maioria das distribuições.

Como informou o site GLANDIUM, com LLVM Clang o desempenho do Firefox para Linux será melhorado entre 5 e 18 por cento, graças à habilitação de PGO (Profile Guided Optimizations) e LTO (Link Time Optimizations).

No entanto, também existem razões técnicas, uma vez que os desenvolvedores da Mozilla testaram o LTO com o GCC, e aparentemente encontraram problemas que só foram resolvidos com o LLVM Clang.

A versão do Firefox para Linux receberá melhorias de segurança adicionais de executáveis de posição autônoma (Position Independent Executable, ou PIE), o que melhora o uso de ASLR “para as poucas coisas que estão em executáveis ​​em vez de uma biblioteca” .

Esse recurso é um pouco forçado, já que é necessário para LTO e LLVM A Clang não compila código de posição independente em executáveis ​​não-PIE.

Este recurso vem de uma forma um pouco forçado, já que é necessário para LTO e LLVM Clang não compila o código de posição autônoma em executáveis que não seja PIE.

Se a Mozilla quiser ter a chance de superar o onipresente Chrome, movimentos como esse precisam ser executados com a mesma diligência que a Fundação pode pagar.

O que está sendo falado no blog

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo



blog comments powered by Disqus