Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

GNU nano 6 lançado com suspensão habilitada por padrão e novas cores

Foi anunciado o lançamento do GNU nano 6 com suporte para realce de sintaxe YAML, e mais. Confira as novidades e veja como instalar ou atualizar.

O GNU Nano é um editor de texto para a linha de comando, ou seja, que deve ser executado a partir de um terminal e é um dos mais populares editores de texto baseados em terminal.

Esse aplicativo é um clone do antigo editor de texto Pico, o editor para o cliente de e-mail Pine, que foi muito popular lá pelos anos 90, em UNIX e sistemas do tipo UNIX.

O objetivo inicial era emular o Pico o mais próximo possível e incluir funcionalidades extras. Lançado como software livre por Chris Allegretta em 1999, hoje o nano faz parte do Projeto GNU.

O Pine foi substituído pelo Alpine e o Pico pelo Nano, mas algumas coisas não mudaram – assim como a simplicidade de edição com o Nano.

Além da edição básica de texto, o nano oferece recursos como desfazer/refazer, realce de sintaxe, busca e substituição interativa, recuo automático, números de linha, completamento de palavras, bloqueio de arquivos, arquivos de backup e suporte à internacionalização.

O GNU nano é muito simples, mas versátil o suficiente para que apenas aqueles que fazem uso intensivo da linha de comando tenham a necessidade de instalar outra coisa.

Nano é um editor que prioriza uma baixa curva de aprendizado e facilidade de uso. É mais útil para pessoas que não passam tempo suficiente em editores para merecer aprender algo mais poderoso ou versátil.

Essa é, certamente, a razão pela qual a maioria das distribuições opta por pré-instalá-lo, em detrimento de soluções mais poderosas.

Agora, o editor de texto de linha de comando de código aberto GNU nano 6.0 agora está disponível como a primeira atualização estável na série 6.x deste poderoso editor CLI que vem com quase todas as distribuições Linux.

Novidades do GNU nano 6

GNU nano 6 lançado com suspensão habilitada por padrão e novas cores
GNU nano 6 lançado com suspensão habilitada por padrão e novas cores

GNU nano 6.0 está aqui para apresentar vários novos recursos e melhorias para o popular editor de texto de linha de comando, incluindo uma nova opção --zero para ocultar a barra de título, barra de status e linhas de ajuda, e usar todas as linhas de seu emulador de terminal como a área de edição.

Este lançamento também apresenta 14 novos nomes de cores, incluindo carmesim, beterraba, tijolo, marrom, ocre, ameixa, rosado, sálvia, areia, mar, céu, ardósia, fulvo e azul-petróleo, bem como a capacidade de especificar cores como três – números hexadecimais de dígitos, no formato rgb.

Outra mudança interessante no GNU nano 6.0 é a habilitação da suspensão por padrão, que pode ser invocada com ^T ^Z.

Esta mudança substitui as opções -z, --suspendable e ‘set suspendable‘, mas aqueles que realmente desejam suspender o nano com um único toque de tecla ainda podem colocar ‘bind ^Z suspend main’ em seu arquivo nanorc.

Fora isso, GNU nano agora irá quebrar linhas ao colar algumas palavras (sem quebra de linha) com quebra automática de linha habilitada, suporta a limpeza do nome do arquivo atual alternando Append ou Prepend, e inclui o arquivo de sintaxe YAML na fonte tarball.

Por último, mas não menos importante, esta versão atualiza o --wordbounds para afetar a contagem de palavras conforme mostrado por M-D, permitindo que o GNU nano conte as palavras como a opção ‘wc’ faz. Se esta opção não estiver habilitada, o GNU nano agora contará as palavras de uma forma mais humana, vendo a pontuação como espaço, por padrão.

Para mais detalhes sobre essa versão, acesse o changelog.

Como instalar

Nano é o editor de texto padrão no Ubuntu, vem pré-instalado em muitas outras distribuições e você pode encontrá-lo no repositório principal de quase todas as distribuições Linux.

No entanto, ainda não dá para dizer quando esta nova versão estará disponível em sua distribuição. Se você já tem ele instalado, basta aguardar um pouco que ele aparecerá nas atualizações do sistema.

Se você ainda não instalou esse editor, instale-o, você receberá em breve a atualização para a nova versão, juntos com as atualizações de sistema.

Se você é dos que gosta de instalar software a partir de seu código-fonte, pode obtê-lo em sua página de download.

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.