Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Intel retomou a coroa da AMD com o Alder Lake, segundo algumas analises

Segundo algumas analises, a Intel retomou a coroa da AMD com o Alder Lake. Confira um breve resumo dos motivos que levaram a isso.

Depois de anos dominando o espaço dos processadores de computadores pessoais, a Intel teve alguns anos difíceis, graças ao forte desempenho da rival AMD.

As últimas gerações de chips Ryzen conquistaram a reputação de superar seus concorrentes da Intel tanto no desempenho quanto na eficiência de vários núcleos.

A resposta da Intel? Um novo tipo de chip que combina núcleos de CPU de alto desempenho e alta eficiência de maneira semelhante à arquitetura de processador big.LITTLE da ARM, permitindo que a Intel forneça chips de desktop Alder Lake de 12ª geração com até 16 núcleos e 24 threads.

Agora que as primeiras análises estão começando a chegar, parece que a Intel fez a coisa certa.

Intel retomou a coroa da AMD com o Alder Lake, segundo algumas analises

Intel retomou a coroa da AMD com o Alder Lake, segundo algumas analises
Intel retomou a coroa da AMD com o Alder Lake, segundo algumas analises

De acordo com várias análises dos novos processadores Intel Core i9-12900K e Core i5-12600K, os novos chips não apenas superam seus equivalentes de 11ª geração, mas também saem à frente dos chips Ryzen 9 5950X e Ryzen 5 5600X da AMD na maioria dos testes… às vezes muito à frente.

Uma área em que a AMD ainda parece ter uma vantagem? Desempenho por watt. Os processadores da Intel consomem mais energia quando ociosos do que os da AMD e significativamente mais energia sob carga pesada.

Isso é um pouco surpreendente, já que parte do ponto de combinar núcleos de desempenho e eficiência é que um computador pode transferir recursos para núcleos mais eficientes quando necessário.

Mas, como Ars Technica aponta, outra vantagem é que esses núcleos de eficiência ocupam menos espaço físico, dando à Intel mais espaço para seus núcleos de desempenho.

Portanto, embora o Core i9-12900K tenha 8 núcleos de alto desempenho em comparação com 16 do AMD Ryzen 9 5950X, os núcleos da Intel parecem oferecer mais desempenho por núcleo.

A Intel manteve a liderança sobre a AMD em desempenho de núcleo único por um tempo, e isso também continua com esses novos chips.

Embora o desempenho multi-core seja mais importante para a maioria das coisas que pedimos aos computadores modernos, o desempenho single-core definitivamente vem a calhar para certas tarefas (como renderizar trabalhos complicados de processamento de áudio).

Os novos chips suportam conexões PCIe e memória DDR5 com velocidades de até 4800 MHz, mas como o DDR5 não está amplamente disponível, também há suporte para memória DDR4-3200.

Como ainda não tive a chance de colocar a mão na massa em um chip Alder Lake-P, estou basicamente resumindo as descobertas de outros revisores.

Mas se você quiser conferir alguns desses comentários por conta própria, aqui estão alguns lugares para começar:

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.