Como instalar o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM

O kernel 4.x está sendo atualizado continuamente. Por isso, se você precisa instalar ou atualizar o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM, veja abaixo como fazer isso.


O novo kernel 4.x traz algumas mudanças importantes e várias correções de bugs, entre elas, destaque para o live patching, projeto desenvolvido graças a colaboração entre a Red Hat e SUSE, que em breve permitirá atualizar o Kernel, inserir módulos e patches de segurança e etc, sem precisar reiniciar o sistema.

Como instalar o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM
Como instalar o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM

Essa é uma característica importantíssima e é especialmente útil para servidores, uma vez que será possível incluir atualizações segurança e fazer manutenção do Kernel sem ter de reiniciar o sistema, o que aumenta o uptime (tempo sem desligar ou reiniciar o equipamento) desse tipo de computador.

Para completar, o kernel 4.x inclui suporte para Intel Quark, TPM 2.0 e IBM z13 e outras melhorias no suporte de hardware para portáteis da Toshiba, Logitech HID++, bem como otimizações para placas gráficas AMD (com suporte para DisplayPort Audio), Intel e Nvidia.

O kernel foi atualizado recentemente, e por isso, esse tutorial está sendo republicado com os links atualizados. A versão disponível atualmente através desse procedimento é a 4.8.14. Para ver todas as mudanças presentes nesse kernel, acesse a nota de lançamento.

Antes de iniciar começar a instalar o kernel, saiba que este é um procedimento que apesar de simples, exige conhecimentos avançados do sistema e deve ser feito por sua própria conta e risco.

Como instalar o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM

A seguir, você verá como instalar o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM, como por exemplo, o CentOS 7. Utilizando os pacotes do kernel-ml, que são compilados usando os fontes disponíveis a partir da “mainline stable”, do ramo do The Linux Kernel Archives.

A configuração desse kernel é baseada na configuração padrão RHEL-7 com funcionalidades adicionais habilitadas conforme o caso.

Os pacotes são intencionalmente chamado kernel-ml, para que não entrem em conflito com os kernels RHEL-7 e, como tal, eles podem ser instalados e atualizados junto com o kernel regular.

Instalando o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM

Para instalar o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM (Fedora, CentOS e derivados), faça o seguinte
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Torne-se super usuário com o comando a seguir;

su root

Passo 3. Baixe e importe a chave do repositório;

rpm --import https://www.elrepo.org/RPM-GPG-KEY-elrepo.org

Passo 4. Adicione o repositório com o comando abaixo;

rpm -Uvh http://www.elrepo.org/elrepo-release-7.0-2.el7.elrepo.noarch.rpm

ou

yum install http://www.elrepo.org/elrepo-release-7.0-2.el7.elrepo.noarch.rpm

Passo 5. Agora, use o comando a seguir para instalar o kernel e confirme;

yum --enablerepo=elrepo-kernel install kernel-ml

Passo 6. Reinicie o sistema com o comando abaixo e na hora do boot, selecione o kernel 4.x no menu do Grub:

reboot

Como instalar o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM

Passo 6. Se você tiver algum problema e quiser desinstalar o atual kernel, reinicie o computador com um kernel anterior (selecionando ele no menu do Grub) e quando iniciar o sistema, faça login, abra um terminal e execute o comando abaixo para remover o Linux Kernel 4.x:

yum remove kernel-ml

Como instalar o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM manualmente

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em RPM, você pode pegar o arquivo RPM do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Nota: Todos os drivers que não fazem parte da principal árvore do kernel (o que obviamente inclui drivers proprietários) devem ser recompilados para novas versões do kernel.

Como remover o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM

Para remover o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM, faça o seguinte:
Passo 1. Reinicie o computador com um kernel anterior (usando Grub -> Advanced -> select previous kernel);
Passo 2. Quando iniciar o sistema, faça login e abra um terminal;
Passo 3. Torne-se super usuário com o comando a seguir;

su root

Passo 4. Execute o comando abaixo para remover o Linux Kernel 4.x:

yum remove kernel-ml

O que está sendo falado no blog nos últimos dias


Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Bloqueador de anúncios detectado!!!

Nosso site precisa de publicidade para existir. Por favor, insira-o na lista de permissões/lista branca para liberar a exibição de anúncios e apoiar nosso site. Nosso conteúdo é GRATUITO, e tudo o que pedimos é isso!
Powered By
100% Free SEO Tools - Tool Kits PRO