Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

kernel GNU Linux-Libre 5.13 lançado com suporte inicial ao Apple M1

Pouco depois do lançamento do kernel 5.13, já está disponível para download o kernel GNU Linux-Libre 5.13, o kernel 100% livre. Confira as novidades e veja como instalar.

GNU Linux-libre é um núcleo de sistema operacional e um pacote do Projeto GNU mantido a partir de versões modificadas do núcleo do Linux, totalmente livre de blobs, drivers ou firmware proprietários, ou qualquer outra coisa proprietária.

O kernel GNU Linux-libre promete aos usuários 100% de liberdade para seus PCs, não fornecendo drivers proprietários, firmware ou outro código que não esteja licenciado sob uma das muitas licenças de código aberto.

Portanto, se você não deseja executar nenhum software proprietário e se preocupar com a liberdade do seu computador pessoal, o kernel GNU Linux-libre é para você.

Agora, Alexandre Oliva anunciou o lançamento do kernel GNU Linux-libre 5.13 para aqueles que desejam usar uma versão 100% livre do kernel Linux 5.13 em seus computadores Linux.

Novidades do kernel GNU Linux-Libre 5.13

kernel GNU Linux-Libre 5.13 lançado com suporte inicial ao Apple M1
kernel GNU Linux-Libre 5.13 lançado com suporte inicial ao Apple M1

Baseado no recém-lançado kernel Linux 5.13, o kernel GNU Linux-libre 5.13 está aqui para adicionar novos nomes de blob aos drivers AMDGPU, i915 CSR, MHI busm r8152 e x86 touchscreen, bem como aos arquivos Qualcomm ARM64 DTS.

No entanto, parece que a maioria das mudanças no kernel GNU Linux-libre 5.13 são em torno dos drivers movidos e removidos da versão original. Mas também faz alguns ajustes necessários à lógica de limpeza do módulo btusb.

O novo kernel GNU Linux-libre é embalado com os mesmos novos recursos e melhorias que o kernel Linux 5.13 upstream, mas ele limpa muitos dos drivers recém-adicionados para fornecer a você um kernel 100% livre que não inclui qualquer código proprietário.

Entre os novos recursos do kernel Linux 5.13, há suporte inicial para o processador M1 da Apple, suporte inicial para a série de GPU AMD Radeon “Aldebaran”, bem como suporte para o módulo de segurança Landlock para a criação de sandboxes de segurança seguras para mitigar o impacto de segurança de vários falhas em aplicativos de espaço do usuário.

Linux 5.13 também vem com a capacidade de lidar com chaves confiáveis ​​ASN.1, suporte ACPI 6.4, suporte HDMI FreeSync inicial para GPUs AMD, um novo recurso de “grande pcluster” para o sistema de arquivos EROFS para melhorar significativamente o desempenho de compressão e suporte para ECDSA (Elliptic Curve Digital Signature Algorithm) verificação.

Como instalar o kernel

Você pode baixar o kernel GNU Linux-libre 5.13 agora mesmo no site oficial.

Como alternativa, você pode instalá-lo diretamente a partir dos repositórios de software estáveis ​​da sua distribuição Linux favorita. Aliás, esse é o método de instalação mais recomendável.

Além disso, o site oficial fornece todos os detalhes que você precisa saber para começar a usar o kernel GNU Linux-libre no seu sistema operacional Linux.

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.