Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Kubuntu 20.04 substituiu o KMail pelo Thunderbird

Para a surpresa de muitos, o Kubuntu 20.04 substituiu o KMail pelo Thunderbird. Confira os detalhes dessa mudança e o impacto causado por ela.

Kubuntu é um dos sabores oficiais do Ubuntu que, diferente da versão principal que faz uso do ambiente de desktop Gnome, o Kubuntu usa o ambiente de desktop KDE.

Por conta dessa escolha, a grande maioria dos aplictivos usados por esse sistema pertencem ao ecossistema do KDE. Mas no ultimo lançamento, houve uma pequena (para alguns) mudança nesse cenário: o KMail foi substituído pelo Thunderbird.

Kubuntu 20.04 substituiu o KMail pelo Thunderbird

Kubuntu 20.04 substituiu o KMail pelo Thunderbird
Kubuntu 20.04 substituiu o KMail pelo Thunderbird

Sim. O KDE decidiu usar o Thunderbird no Kubuntu 20.04 LTS Focal Fossa, o famoso gerenciador de email da Mozilla que substitui o KMail do projeto “K”.

É uma surpresa, porque essa mudança não está sendo comentada tanto quanto deveria ser, já que, na realidade, é algo bastante profundo.

E foi uma surpresa porque o Thunderbird aparece no Kickoff após o lançamento da versão mais recente do Kubuntu.

O KMail tem algumas coisas boas, mas coisas ruins como um sistema para adicionar contas de e-mail que parecem mais um software de 15 anos, do que um software moderno.

Na verdade, é algo que já foi levado aos desenvolvedores e eles reconheceram que tinham muito a melhorar.

Eles trabalharam nisso, mas parece que a melhor jogada no momento foi fazer grandes mudanças que não ficaram presas no gerenciador de mensagens.

Thunderbird substitui o KMail e todos os outros aplicativos PIM desaparecem

A equipe do Kubuntu mencionou apenas que “o Thunderbird agora é o cliente de email fornecido na instalação padrão, substituindo o KMail”.

Este ponto é verdadeiro, mas é parcialmente verdadeiro porque todos os aplicativos KDE PIM desapareceram.

Os aplicativos desaparecidos são:

  • Kontact: conjunto de gerenciamento de informações pessoais.
  • Akregator: aplicativo de feed de notícias.
  • Blogilo: cliente de blog.
  • KAddressBook: gerenciador de endereços.
  • KAlarm: alarmes.
  • KMail: o gerenciador de correio.
  • KNotes: notas adesivas.
  • KOrganizer: organizador pessoal.
  • KonsoleKalendar: um calendário de linha de comando:
  • KJots: utilitário para fazer anotações.

Até nunca ou até mais tarde?

O KDE não publicou, ou pelo menos eu não li, muitas informações sobre esta mudança.

O Kubuntu inclui muitos softwares após uma instalação zero e uma das razões pelas quais eles decidiram remover o PIM é incluir menos “bloatware” em seu sistema operacional.

O KDE continua trabalhando no conjunto de aplicativos PIM, como demonstrado neste artigo publicado há apenas três dias, mas parece que eles preferiram deixar o Kubuntu mais leve desde o início, pelo menos por enquanto.

Infelizmente, se eles decidiram voltar e adicionar todos esses aplicativos novamente em versões futuras, é algo que apenas o tempo pode revelar.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.