Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Linux Foundation diz que empresas começaram a exigir aptidão em nuvem

Em seu relatório anual intitulado Open Source Jobs Report, a Linux Foundation diz que empresas começaram a exigir aptidão em nuvem.

A Linux Foundation lançou a nova edição 2021 de seu relatório anual Open Source Jobs Report, que visa educar os dois lados do processo de contratação de TI sobre as tendências atuais.

Este novo relatório detalha com precisão muitas de suas descobertas, afirmando que “a lacuna de talentos que existia antes da pandemia piorou devido à adoção acelerada de trabalho remoto nativo da nuvem que se tornou popular”.

Linux Foundation diz que empresas começaram a exigir aptidão em nuvem

Linux Foundation diz que empresas começaram a exigir aptidão em nuvem
Linux Foundation diz que empresas começaram a exigir aptidão em nuvem

A edição de 2021 do “Open Source Jobs Report” foi publicada em colaboração com a edX, o principal fornecedor de Massive Open Online Courses (MOOCs).

Nesta pesquisa com 200 gerentes técnicos de contratação e 750 profissionais de código aberto, a edX e a Linux Foundation descobriram que a demanda pelos melhores trabalhadores de código aberto é maior do que nunca.

Além disso, 92% dos gerentes lutam para encontrar talentos suficientes e muitos deles também lutam para reter funcionários com experiência em código aberto.

A Linux Foundation pesquisou os participantes do estudo para descobrir quais habilidades e quais itens de currículo voltados para RH são os mais solicitados.

De acordo com o relatório, os requisitos de diploma universitário tendem a diminuir, mas os requisitos e/ou preferências de certificação de TI tendem a aumentar e, pela primeira vez, as habilidades “nativas da nuvem” (como administração de Kubernetes) têm mais. Exige que o Linux tradicional Habilidades.

A dificuldade para as empresas é, como indicam 92% dos gestores, encontrar talentos suficientes, mas também reter os talentos existentes face à concorrência acirrada. Isso é especialmente verdadeiro para habilidades para desenvolver e operar aplicativos ‘nativos da nuvem’.

Os nativos da nuvem estão no topo da lista de habilidades necessárias, com mais de 46% dos gerentes de contratação procurando pessoas com habilidades em Kubernetes. E, conforme assinalado acima, é a primeira vez na história da pesquisa que a Fundação observa essa tendência.

“O talento de código aberto está em alta demanda, encorajando profissionais mais experientes a buscar novas oportunidades enquanto os gerentes de contratação lutam pelos candidatos mais desejáveis”, disse Jim Zemlin, CEO da Linux Foundation.

“Para talentos que buscam os melhores caminhos de carreira, fica claro que a computação em nuvem nativa, DevOps, Linux e segurança oferecem as oportunidades mais promissoras”, acrescentou.

Na verdade, a pesquisa também revelou que DevOps se tornou o método padrão para desenvolvimento de software.

Praticamente todos os profissionais de código aberto (88%) relatam usar práticas de DevOps em seu trabalho, um aumento de 50% em relação a três anos atrás. Em outras palavras, é DevOps o tempo todo.

De acordo com as conclusões do relatório deste ano, a discriminação tornou-se um problema maior. Cerca de 18% dos profissionais de código aberto hoje dizem que foram discriminados ou se sentem mal recebidos pela comunidade.

Isso é um aumento de 125% nos últimos três anos. Também existe uma lacuna entre o que os empregadores pensam que estão fazendo no que diz respeito à diversidade e o que os funcionários veem.

Quase todos os empregadores (98%) dizem que encorajam de forma proativa a diversidade na contratação, em comparação com 88% no ano passado e 79% três anos atrás.

No entanto, apenas 76% dos funcionários acreditam que sua empresa está se esforçando para contratar uma força de trabalho mais diversificada.

Mas é muito revelador que menos empresas estejam recrutando ativamente pessoas sub-representadas desde o relatório do ano passado.

Essa queda significa que, embora os gerentes de contratação se parabenizem, menos estão procurando ativamente por pessoas sub-representadas e incentivando-as a se inscrever.

Por fim, a Fundação acredita que uma vez que as empresas procuram desesperadamente talentos em software livre, aquelas que não desejam contratar os melhores talentos, independentemente de raça, religião, localização, orientação sexual, etc.

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.