Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Microsoft Edge para Linux apareceu no evento virtual Build 2020

Entre novidades do WSL 2 e outros assuntos da gigante de Redmond, o Microsoft Edge para Linux apareceu no evento virtual Build 2020.

Para agradar sua base de usuários Linux, a Microsoft anunciou alguns recursos e melhorias da WSL há muito esperados no evento virtual BUILD 2020.

Mas há mais: alguns usuários de olhos de águia conseguiram detectar engenheiros da Microsoft usando uma versão não lançada do Edge Chromium for Linux.

Microsoft Edge para Linux descoberto no evento virtual Build 2020

Microsoft Edge para Linux apareceu no evento virtual Build 2020
Microsoft Edge para Linux apareceu no evento virtual Build 2020

A Microsoft revelou pela primeira vez suas intenções de desenvolver uma versão Linux do navegador em 2019, quando perguntou aos desenvolvedores o que eles queriam de um navegador da web.

No momento, o Edge Chromium está disponível apenas para Windows e macOS em sistemas desktop, mas também há uma versão para celulares Android e iOS.

Além disso, a MS confirmou anteriormente que o Edge for Linux está em desenvolvimento.

Na Build, a empresa fez vários novos anúncios sobre o Edge Chromium, mas, surpreendentemente, nenhum deles inclui informações sobre uma versão para Linux do seu navegador.

Mas, pelo menos, agora sabemos que o Edge for Linux existe na realidade e chegará às máquinas das pessoas mais cedo ou mais tarde.

Além disso, é a primeira vez que faz uma aparição pública.


A imagem que circula na rede foi compartilhada pelo usuário do Twitter Zhuowen Cui.

Levando em conta que a barra superior não é completamente preta, o que quase podemos garantir é que é uma distribuição Linux que usa o ambiente gráfico GNOME, mas não parece ser uma das versões mais recentes do Ubuntu ou essa barra seria preta.

Além disso, o fato de terem removido todos os aplicativos do Dock não nos ajuda a saber qual é a distribuição, algo que poderíamos adivinhar no bloatware ou no software que ele inclui por padrão.

Depois de falhar com o Internet Explorer e o Legacy Edge, o navegador Edge baseado em Chromium lançado no início deste ano é a mais recente tentativa da Microsoft de conquistar o mercado.

É por isso que não deixa pedra sobre pedra e coloca seu navegador em todos os sistemas operacionais que puder.

Dito isso, deixar o Linux fora de cena é a última coisa que a empresa de Redmond poderia imaginar.

No entanto, existem críticas contraditórias sobre o navegador da web, com algumas pessoas chamando o Edge de ‘apenas outra capa’ em cima do Chromium.

A lista de plataformas também inclui os bons e antigos Windows 7 e Windows 8.1, que não puderam alavancar o navegador Edge mais antigo devido a limitações técnicas.

Para quem não sabe, a Microsoft atualizará o Edge Chromium para Windows 7 até o próximo ano, embora tenha encerrado as atualizações de segurança para o antigo sistema operacional.

Falando em novos recursos do Edge, a Microsoft ativou a integração do Pinterest para Coleções. Isso permite que os usuários exportem seus dados de coleções diretamente para sua conta do Pinterest.

Além disso, existe uma nova opção de pesquisa na barra lateral que ajuda os usuários a encontrar coisas sem sair de uma página da web.

Esses recursos estarão disponíveis nos canais do Edge Insider nas próximas semanas.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.