Veja como instalar o interpretador Node.js no Linux via Snap

Confira os detalhes do anúncio da NodeSource e veja como instalar o interpretador Node.js no Linux via Snap!

O Node.js, o ambiente de tempo de execução Javascript de código-fonte aberto e multiplataforma amplamente utilizado agora está oficialmente disponível como um pacote Snap para a plataforma Linux. Confira os detalhes e veja como o interpretador Node.js no Linux Snap.


Node.js é um ambiente de tempo de execução de código aberto, multiplataforma e leve que é usado para criar aplicativos de rede escaláveis.
Veja como instalar o interpretador Node.js no Linux via Snap
Veja como instalar o interpretador Node.js no Linux via Snap

Ele é um software rápido e eficiente do lado do servidor criado com base no interpretador V8 JavaScript (interpretador de JavaScript open source implementado pelo Google em C++ e utilizado pelo Chrome).

Inicialmente, o JavaScript foi usado principalmente para scripts do lado do cliente. Mas, o Node.js permite que o JavaScript seja usado para o script do lado do servidor e execute scripts do lado do servidor para produzir páginas da web dinâmicas.

Nessa evolução, outra coisa notável é que o Node.js tem um utilitário de linha de comando chamado npm, um gerenciador de pacotes para instalar, gerenciar bibliotecas e aplicativos nodejs. O ecossistema de pacotes Node.js é o maior conjunto de bibliotecas de código aberto do mundo.

A NodeSource, a organização por trás do Node.js, anunciou que fez um pacote Snap para permitir que os desenvolvedores Linux instalem com mais facilidade o popular ambiente de tempo de execução JavaScript em seus sistemas operacionais.

No anúncio, a NodeSource comentou:

“O snap do Node.js contém o tempo de execução do Node.js, juntamente com o amplamente usado gerenciador de pacotes npm. Assim, com um único comando, os desenvolvedores podem estar prontos e trabalhando com suas versões escolhidas do Node.js e ferramentas de suporte e sem necessidade adicionar repositórios externos ou personal package archives (PPAs).”

Para quem ainda não conhece, o Snap é um formato de pacote binário universal, em contêiner, desenvolvido pela Canonical para o Ubuntu Linux.

Atualmente, as tecnologias Snappy da Canonical são suportadas no Ubuntu, Debian, Linux Mint, Fedora, Arch Linux, OpenSuSE, Solus, Gentoo Linux e alguns sistemas operacionais incorporados, como OpenWrt e OpenEmbedded.

Como instalar a versão mais recente do interpretador Node.js no Linux via Snap em distros que suportam essa tecnologia

Para instalar o interpretador Node.js no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o interpretador Node.js no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale o programa, usando esse comando:

sudo snap install node --classic --channel=8/stable

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh node

Passo 4. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove node

Como instalar a versão de ponta/testes do interpretador Node.js no Linux em distros que suportam Snap

Como o NodeSource mantém várias versões de seu ambiente de tempo de execução JavaScript Node.js, elas também facilitaram a mudança de canais, bem como a instalação da versão mais recente de ponta, se você se sentir disposto a usá-lo.

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para alterar o canal;

sudo snap switch node --channel=9/stable

Passp 3. Para atualizar as informações, use este comando;

sudo snap refresh

Passo 4. Use o comando abaixo para instalar a versão de ponta do Node.js;

sudo snap install node --classic --channel=edge

Pronto! Agora você já pode aproveitar todos os benefícios do node.js no seu sistema.

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Descubra como instalar o Node.js no Linux

O que está sendo falado no blog




blog comments powered by Disqus