Opção ‘Instalação mínima’ foi adicionada ao instalador do Ubuntu 18.04

Se você sempre quis instalar um sistema enxuto, a boa notícia é que uma opção ‘Instalação mínima’ foi adicionada ao instalador do Ubuntu 18.04.


Se você planeja instalar o Ubuntu 18.04 em abril, fique atento a uma nova opção durante a instalação, pois uma opção ‘Instalação mínima’ foi adicionada ao instalador do Ubuntu.
Opção ‘Instalação mínima’ foi adicionada ao instalador do Ubuntu 18.04

É isso mesmo! Uma caixa de seleção de “instalação mínima” está sendo adicionada ao Ubiquity, o instalador do Ubuntu. Se você está lendo esta publicação no Ubuntu, então é provável que você já tenha usado o Ubiquity antes.

Essa adição significa que, durante a configuração do Ubuntu 18.04, você poderá escolher se quer uma instalação completa do Ubuntu ou uma versão mais básica, porém, funcional.

Instalação mínima do Ubuntu – O que ela faz?

A instalação mínima do Ubuntu traz a mesma experiência central do Ubuntu, apenas com menos aplicativos como estes. Ela é chamada de “mínima” porque (sem surpresas) tem menos pacotes Ubuntu pré-instalados por padrão.

“Você obtém uma área de trabalho mínima do Ubuntu com um navegador Web, ferramentas básicas do sistema e nada mais!”

Esse perfil de instalação remove cerca de 80 pacotes da instalação padrão, incluindo:

  • Thunderbird;
  • Transmission;
  • Rhythmbox;
  • LibreOffice (incluindo pacote de idiomas);
  • Cheese;
  • Shotwell;
  • ‘Conteúdo de exemplo’.

Se uma das primeiras coisas que você faz depois de cada instalação gratuita do Ubuntu é desinstalar uma pilha de software pré-instalado, a nova opção será útil, pois ela tira efetivamente os softwares ‘recomendados’ de uma instalação Ubuntu padrão, como por exemplo, jogos, aplicativos de escritório, gerenciadores de fotos, players de mídia, e etc.

Alternativamente, você também pode optar pela instalação mínima, se desejar salvar algum espaço no disco. Apesar disso, não espere grandes ganhos.

Uma instalação padrão do Ubuntu com todos os sons, ícones e aplicativos incluídos, pesa pouco mais de 4GB. A opção mínima é um pouco mais leve, mesmo assim, consome 3,5 GB.

A nova opção “instalação mínima” aparece na seção do instalador que pergunta se você deseja instalar codecs restritos para habilitar a reprodução multimídia, ao lado da área de trabalho principal.

Marque a caixa da opção “Instalação mínima” para obter exatamente isso: uma instalação mínima do Ubuntu que contém um ambiente de desktop, um navegador da Web, algumas ferramentas básicas do sistema e um pouco mais.

Naturalmente, a maioria das pessoas que instalam o Ubuntu não vão quer usar isso. Deixe a opção desmarcada para obter o pacote completo: um sistema Ubuntu 18.04 completo com o LibreOffice, Shotwell, Transmission, Thunderbird e assim por diante.

A nova opção é inteiramente opcional, então, se você quer aproveitar a experiência de um desktop completo com software de produtividade, players de mídia e outros aplicativos, você não tem nada a temer com essa novidade.

Embora seja um “novo” recurso no instalador, os desenvolvedores da Canonical dizem que é simples uma “solução temporária”, unicamente para LTS de 18,04. O objetivo a longo prazo é passar da Ubiquidade para a subutilidade e usar montagens livefs, para fornecer funcionalidades semelhantes.

Vale lembrar que esta opção parece ser completamente separada e oferecida além da ISO Ubuntu Mini, que (presumivelmente) ainda estará disponível para download. A ISO Ubuntu Mini é uma imagem super-capada que só tem um punhado de pacotes principais por padrão, onde você adiciona outros softwares através da linha de comando.

Conheça melhor o Ubiquity

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Fonte

O que está sendo falado no blog nos últimos dias


Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile