Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

PipeWire 0.3.34 lançado com mais melhorias e correções

E foi lançado o PipeWire 0.3.34 com mais melhorias e correções. Confira as novidades dessa atualização e veja com instalar no Linux.

O Linux não tem estrutura multimídia unificada para troca de conteúdo multimídia entre aplicativos ou mesmo dispositivos.

O PipeWire, ele foi originalmente criado para lidar apenas com o acesso a recursos de vídeo e coexistir com o PulseAudio, mas acabou lidando com qualquer tipo de mídia, a ponto de planejar a substituição completa do PulseAudio.

O PipeWire pode ser usado como um servidor de áudio, semelhante ao PulseAudio e JACK.

Seu objetivo é substituir o PulseAudio e o JACK, fornecendo uma implementação de servidor compatível com o PulseAudio e bibliotecas compatíveis com ABI para clientes JACK.

PipeWire é um projeto que estende o alcance do PulseAudio ao processar qualquer transmissão multimídia e pode misturar e redirecionar transmissões com vídeo, além de oferecer opções para gerenciar fontes de vídeo, como dispositivos de captura de vídeo, webcams ou conteúdo de tela gerado por aplicativos.

Por exemplo, o PipeWire torna possível organizar a colaboração de vários aplicativos com uma webcam e resolve problemas com a captura segura do conteúdo da tela e o acesso remoto à tela em um ambiente de Wayland.

O PipeWire também pode atuar como um servidor de som que fornece latência e funcionalidade mínimas que combinam os recursos do PulseAudio e JACK, mesmo levando em consideração as necessidades de sistemas profissionais de processamento de som, os quais a PulseAudio não pode reivindicar.

Além disso, o PipeWire oferece um modelo de segurança avançado que permite o controle de acesso no nível de dispositivos individuais e transmissões específicas e simplifica a organização do envio de som e vídeo de e para contêineres isolados.

Um dos principais objetivos é oferecer suporte a aplicativos independentes no formato Flatpak e trabalhar na pilha de gráficos baseada em Wayland.

O projeto é suportado pelo Gnome e já é usado ativamente no Fedora para gravar streaming de tela e compartilhamento de tela em ambientes baseados em Wayland.

Agora, esse software está com uma nova atualização, o PipeWire 0.3.34, marcando um grande passo à frente no esforço de tornar este serviço de mídia emergente a camada central de toda a multimídia no Linux.

Novidades do PipeWire 0.3.34

PipeWire 0.3.34 lançado com mais melhorias e correções
PipeWire 0.3.34 lançado com mais melhorias e correções

Apenas três semanas após o PipeWire 0.3.33, o lançamento do PipeWire 0.3.34 ocorreu com correções de bugs e outras melhorias.

PipeWire 0.3.34 corrige alguns “problemas críticos” na versão anterior em torno de alguns dispositivos que não aparecem e dispositivos padrão sendo perdidos.

O PipeWire 0.3.34 agora também lida com fluxos de driver do consumidor para garantir a v-sync do produtor com o monitor do consumidor para configurações sem periféricos, roteamento de fluxo aprimorado, melhorias no manuseio do status da bateria Bluetooth, capacidade de configurar a latência interna de dispositivos ALSA e um convólucro rápido adicionado para implementar dissipadores ou reverbs surround virtuais.

PipeWire 0.3.34 também tem várias adições/melhorias específicas do dispositivo, o servidor PulseAudio tem suporte para manipulação de formatos S/PDIF, melhorias de estabilidade para o suporte JACK e outras correções.

Para saber mais sobre essa versão do PipeWire, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o PipeWire

A instalação através dos repositórios pode ser feita via Central de programas ou usando o comando abaixo:

sudo apt install pipewire

Enquanto, para aqueles que preferem instalar esta nova versão, eles terão que compilar o código em seu sistema.

Então, para instalar a versão mais recente do PipeWire nas principais distribuições Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Baixe o código fonte do PipeWire com esse comando (é necessário ter o Git instalado);

git clone https://github.com/PipeWire/pipewire.git

Passo 3. Em seguida, prepare o sistema para a compilação do código fonte;

./autogen.sh --prefix=$PREFIX

Passo 4. E agora, compile;

make

Passo 5. E então, instale;

make install

Passo 6. Finalmente, você pode testar o PipeWire com o seguinte comando;

make run

Finalmente, você pode consultar a documentação e outras informações nesse endereço.

Postado originalmente em27/08/2021 @ 09:29

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.