PotatoP, um laptop que a carga da bateria pode durar até 2 anos

Conheça o PotatoP, um laptop que a carga da bateria pode durar até 2 anos. Confira os detalhes desse interessante computador.

A maioria dos laptops tem duração de bateria medida em horas. Alguns oferecem duração de bateria para “o dia todo”. Já o PotatoP é um laptop caseiro que deve funcionar por até 2 anos com uma carga.

PotatoP, um laptop que a carga da bateria pode durar até 2 anos

PotatoP, um laptop que a carga da bateria pode durar até 2 anos
PotatoP, um laptop que a carga da bateria pode durar até 2 anos

O problema é que ele não fará muitas das coisas que você esperaria de um laptop moderno. Mas o desenvolvedor Andreas Eriksen diz que o PotatoP deve ser capaz de executar “um editor mínimo, processador de texto, aplicativo de planilha” ou outro software.

Eriksen diz que o PotatoP é um sistema “intencionalmente subdimensionado” que obtém sua bateria de longa duração graças ao seu processador, tela e outros componentes extraordinariamente de baixo consumo de energia.

O nome vem parcialmente do meme da internet de que “this must have been filmed with a potato” (isso deve ter sido filmado com uma batata) para descrever câmeras e outros equipamentos ruins.

PotatoP, um laptop que a carga da bateria pode durar até 2 anos
PotatoP, um laptop que a carga da bateria pode durar até 2 anos

Então, de que tipo de hardware não especificado estamos falando aqui?

O coração do sistema é um SparkFun RedBoard Artemis ATP, que possui um microprocessador ARM Cortex-m4F com velocidades de até 96 MHz, 384 KB de RAM e 1 MB de memória flash.

E a tela é uma memory LCD display de 4,4 polegadas da Sharp. É uma tela preto e branco de 320 x 240 pixels sem luz de fundo, mas com alta visibilidade em ambientes bem iluminados.

Outro hardware inclui um Happy Hacking Keyboard Lite 2, um adaptador de cartão SD para armazenamento adicional, uma bateria de 12.000 mAh e até um pequeno painel solar que pode permitir que o laptop funcione ainda mais sem a necessidade de conectá-lo a uma tomada de parede.

Obviamente, você não conseguirá executar a maioria dos sistemas operacionais modernos com uma interface gráfica de usuário nesse tipo de dispositivo, mas você pode “tentar” usar uma distribuição linux com terminal.

Mas Erikson usa uLisp (uma versão da linguagem de programação Lisp projetada para rodar em microcontroladores) para programar aplicativos como um editor de texto ou até jogos simples como o Snake.

Você pode ver os resultados em ação em um vídeo de demonstração postado no YouTube:

YouTube video

Você pode encontrar mais detalhes sobre o projeto na página HackADay de Eriksen para o projeto.

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.