Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Programas Windows x86 rodando em arquiteturas como POWER? Quase lá!

O projeto Wine começou a tornar realidade a possibilidade de termos programas Windows x86 rodando em arquiteturas como POWER. Confira!

Voltando cerca de dois anos, trabalhou-se no suporte adequado do Wine no POWER de 64 bits (PPC64). Agora, após a versão estável do Wine 6.0, parece que esse trabalho está finalmente começando a acontecer.

Programas Windows x86 rodando arquiteturas como POWER? Quase lá!

Programas Windows x86 rodando em arquiteturas como POWER? Quase lá!
Programas Windows x86 rodando em arquiteturas como POWER? Quase lá!

Em conjunto com o Hangover para lidar com o aspecto de arquitetura cruzada, a esperança é eventualmente permitir que os programas Windows x86 funcionem em sistemas POWER libre ou pelo menos com suporte nativo Winelib para ajudar a portar software Windows de código aberto para IBM POWER/OpenPOWER .

Na semana passada, os patches do Wine PPC64 foram revisados ​​novamente com a ambição de ver um bom suporte do Wine no POWER pelas razões mencionadas de usar o projeto “Hangover” para permitir que programas Windows x86 rodem em outras arquiteturas como POWER ou separadamente para ter pelo menos Winelib rodando muito bem para ajudar a portar software para construir nesta arquitetura alternativa de CPU.

A série de patches da semana passada consistiu em 23 patches e muito trabalho. Nem todo esse código foi fundido ainda, mas com um empurrão do Git hoje, alguns dos patches PPC64 iniciais apareceram no Wine Git antes do marco do Wine 6.2 na sexta-feira.

O Raptor’s Blackbird continua sendo um dos melhores sistemas totalmente livres/de código aberto no momento, com uma boa quantidade de desempenho – em breve, poderá até funcionar bem com o Wine.

O código PPC64 até agora inclui suporte PPC64 nos componentes WRC e WIDL e alguns bits básicos de tratamento PPC64.

Nada importante ainda, mas com esses primeiros patches PPC64 atingindo a árvore Git, esperançosamente não demorará muito para que o resto esteja no lugar para aqueles que desejam aproveitar o Wine em sistemas POWER9 populares com usuários Linux – ou seja, o hardware Blackbird e Talos da Raptor.

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.