Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Recalbox 7 lançado com suporte ao RPI, jogos pré-instalados e muito mais

O projeto Recalbox lançou a mais recente versão do seu sistema voltado para jogos, Recalbox 7. Confira as novidades e descubra onde baixar a distro.

Recalbox é uma distribuição dedicada ao retrogaming criada pelo projeto Recalbox e que oferece uma ampla seleção de consoles e sistemas de jogos, um sistema operacional gratuito, livre e de código aberto, desenvolvido em conjunto por uma equipe de entusiastas.

Este sistema operacional dedicado a jogos retro oferece uma solução simples e gratuita para jogar consoles e videogames em qualquer televisão HDMI.

Dos primeiros sistemas de arcade ao NES, MEGADRIVE/GENESIS e até plataformas de 32 bits, como o PlayStation, também tem o Kodi, com o qual você também pode desfrutar de conteúdo multimídia nesta distribuição.

Ao contrário das distribuições Linux que normalmente usamos, o Recalbox é voltado para entretenimento multimídia e transformar seu computador em um centro de entretenimento.


O projeto Recalbox foi inicialmente orientado e direcionado para o dispositivo Raspberry Pi, mas também já possui uma versão para PC.

Agora, após quase 6 meses desenvolvi a nova versão do Recalbox 7.0 foi lançada e nesta nova versão um grande número de mudanças são apresentadas, entre as quais um novo motor de busca integrado na interface do sistema e neste um teclado é integrado virtual, bem como um sistema de verificação de BIOS, suporte para RPi 4 e mais.

Novidades do Recalbox 7

Recalbox 7 lançado com suporte ao RPI, jogos pré-instalados e muito mais
Recalbox 7 lançado com suporte ao RPI, jogos pré-instalados e muito mais

Esta nova edição do RecalBox 7.0 apresenta muitas mudanças e entre as mais importantes que podemos encontrar uma delas e a mais esperada é, o suporte completo para o Raspberry Pi 4.

A partição “Share” (onde são armazenados os jogos, biografias e cópias de segurança), pode agora ser lida diretamente do Windows.

Outra das mudanças que se destaca nesta nova versão é o grande trabalho feito pelos desenvolvedores para melhorar o firmware, já que agora está muito mais rápido e robusto do que nunca e é que uma das melhorias que isto prova é a revisão do o BIOS antes de iniciar um jogo, além de detectar e configurar automaticamente 80% dos controladores USB/Bluetooth do mercado, com os quais não há necessidade de mapear os joysticks ou controles conectados.

Por outro lado, destaca-se que o serviço NetPlay foi totalmente revisto e melhorado, uma vez que foi criado um modo espectador, foi adicionada proteção por senha para o jogo, além de uma nova mudança automática do kernel convidado. (J2, J3…) para corresponder ao emulador selecionado pelo host (J1).

Destacam-se também os novos sistemas compatíveis com Netplay: Atari2600, PCEngine CD, PC-FX, Family Disc System, TIC-80, Sega CD e Mr. Boom

Além disso, outra das grandes características que tornam este novo lançamento especial é que, desde o primeiro começo, poderemos notar que o Recalbox vem com quase 150 jogos oferecidos gratuitamente.

Isso ocorre porque Recalbox adquiriu os direitos de quase 150 jogos independentes para oferecê-los exclusivamente desde a primeira instalação.

Os jogos oferecidos vão desde o Atari2600 ao Megadrive, passando pelo NES, o Super Nintendo, o GameBoy, o TI-80, ScummVM, o Vectrex, o MSX/MSX2, o Amstrad ou o Commodore64, o Recalbox 7.0 oferece nativamente descubra uma seleção de excelentes jogos indie totalmente gratuitos, recentemente desenvolvidos em consoles mais antigos.

Finalmente outra novidade que se destaca e que pessoalmente gostei muito é a nova função introduzida “Pad-To-Keyboard” e gostaria de saber para que serve. Bem, esta função torna mais fácil usar esses “ordinossauros” que geralmente requerem um teclado para usá-lo.

Portanto, esse recurso permitirá que você mapeie as teclas do teclado em um controlador de uma forma muito simples.

Das outras mudanças que se destacam nesta nova versão estão:

  • Adicionados dez novos sistemas emulados, levando a mais de 100 sistemas agora compatíveis com Recalbox 7.0;
  • Recuperação automática: restaure as configurações de fábrica após 3 inícios malsucedidos;
  • Novo sistema de atualização para versões futuras, mais fácil e rápido do que nunca;
  • Suporte nativo para a gama INTEL NUC mini PC e compatibilidade para muitas outras configurações de PC;
  • Gestão de sistemas virtuais, com criação de categorias automáticas, como editor, Arcade, gênero, etc.;
  • Adicionando 3 sistemas virtuais: “todos os jogos”, “últimos jogos jogados” e “jogos multijogador”;
  • Parte de áudio completamente reescrita e suporte nativo para diferentes formatos de áudio (arquivos MP3, FLAC, OGG, etc.);
  • KODI atualizado para Leia 18.7.1 com 4K a x265 no Pi4 e complementos do Netflix/Youtube;
  • Buildroot atualizado para a versão 2020.02;
  • RetroArch atualizado para v1.9.0;
  • Atualizando todos os emuladores para suas versões mais recentes;
  • O raspador interno agora é totalmente personalizável. Agora é possível extrair manuais de período;
  • Melhor gerenciamento de jogos multi-disco;
  • Gerenciamento de caso de GPi aprimorado + otimizações;
  • Emulação N64 melhorada no Raspberry Pi;
  • Netplay: o multi retro online.

Para saber mais sobre essa versão da distribuição, acesse a nota de lançamento.

Baixe e experimente o Recalbox 7

É importante mencionar que RecalBox 7 não está disponível apenas para mini computadores com processadores ARM, mas também podemos usar este sistema em nossos laptops ou desktops com os quais podemos desfrutar deste sistema de nossos computadores.

A imagem ISO do Recalbox 6 DragonBlaze já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.