Slackware completou 25 anos – Conheça melhor essa distro e comemore

Sabia que o Slackware completou 25 anos? Então conheça melhor a distribuição e sua história!

Você sabia que o Slackware completou 25 anos? Não? Então conheça melhor essa distribuição e sua história, e descubra onde baixá-la.


Slackware é um avançado sistema operacional Linux, projetado com a facilidade de uso e estabilidade como as principais prioridades.
Slackware completou 25 anos - Conheça melhor essa distro e comemore
Slackware completou 25 anos – Conheça melhor essa distro e

Slackware completou 25 anos – Conheça melhor essa distro e comemore

De acordo com as listas de discussão oficiais, foi no dia 16 de julho de 1993 que Patrick Volkerding anunciou o lançamento do Slackware 1.0.

Esta foi uma primeira versão muito breve, como não poderia ser de outra forma, pois ainda era o alvorecer do Linux.

Slackware 1.0 era baseado no Softlanding Linux System (SLS), segundo as crónicas (PDF), o primeiro a oferecer “uma distribuição Linux completa que continha mais do que apenas o kernel, o GNU e outros serviços básicos, incluindo uma implementação do X Window System “.

SLS era, na verdade, a distro mais popular na época, mas como muitas vezes acontece no mundo do código aberto, haviam “usuários” que não estavam totalmente satisfeitos com o produto e ao contrário do que acontece com outros sistemas, eles tinham o código fonte à sua disposição e com todas as facilidades de sua licença, puseram a mão na massa.

O Slackware 1.0, cujo lançamento precedeu a versão 1.0 do kernel Linux, foi distribuído em 24 disquetes de 3½”(1,44 MB cada), de modo que a mídia de instalação completa ocupava ainda menos que os instaladores de rede atuais.

De qualquer forma, tudo isso aconteceu há muito tempo e desde então a distribuição avançou um pouco, mas no seu próprio ritmo.

O Slackware é um desses projetos de software livre que não segue convenções (ou tudo que sai nas outras distribuições). Por exemplo: Slackware 14.2, data de julho de 2016 e, entre suas principais novidades, destacam-se o ambiente de área de trabalho KDE 4 ou o gerenciador de LILO.

O Slackware tem sido o projeto de Patrick Volkerding desde suas origens e ele mantém o sistema segundo a sua visão. No mundo do open source, isso é conhecido como “ditador benevolente para a vida”, um nome que geralmente se refere ao líder de um projecto importante que apoia a participação dos outros, mas segure nunca as rédeas do projeto.

Linus Torvalds é o grande exemplo de “ditador benevolente para toda a vida”, apesar de que, mesmo com essas coisas, há surpresas e, recentemente, tem havido um caso notável: o de Guido van Rossum afastando-se da supervisão do desenvolvimento do Python.

O caso de Patrick Volkerding e o Slackware, no entanto, é diferente. Ele é fiel ao princípio KISS (Keep It Simple, Stupid, ou ” Mantenha Simples”),

A reputação que rodeia o Slackware a descreve como uma distribuição para usuários experientes, de instalação trabalhosa e manutenção simples, com grande , estabilidade e desempenho, mas longe do que usuários iniciantes estejam procurando (sera?).

Isso talvez a coloque longe das grandes distribuições, embora ninguém possa argumentar por seus méritos técnicos.

Entretanto, nomes tão significativos no ecossistema Linux como SUSE (as primeiras versões do SUSE Linux foram baseadas Slackware) ou Red Hat, nem sequer existiam no inicio da vida do Slackware, e mesmo com elas, o sistema de Patrick Volkerding ainda está aí a todo vapor.

É isso aí, o Slackware completou 25 anos e a história dele continua, independente das antigas ou atuais distribuições.

Assim, incluindo o mais recente software popular, mantendo um senso de tradição, proporcionando simplicidade e facilidade de uso, juntamente com flexibilidade e poder, o Slackware traz o melhor de todos os mundos para o desktop.

Então, feliz de vinte e cinco anos para o Slackware.

Ou como o bom e velho melhor amigo da vulcano da humanidade dizia: Vida longa e próspera

Baixe e experimente o Slackware

A imagem ISO do Slackware já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

O que está sendo falado no blog



blog comments powered by Disqus